Alfonso Cuarón
Alfonso Cuarón

Pelo histórico de premiações, ‘Roma’ é o favorito a levar melhor filme no Oscar 2019

Longa de Alfonso Cuarón venceu premiações importantes como o Bafta e Critics Choice Award

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de fevereiro de 2019 | 07h01

Se o histórico em premiações for levado em consideração para a disputa de melhor filme no Oscar 2019, o longa-metragem Roma, do cineasta mexicano Alfonso Cuarón, é o grande favorito. O filme já venceu, até agora, premiações importantes como o Bafta, considerado o Oscar britânico, e o Critics Choice Award, premiação da crítica especializada. 

O vencedor será conhecido neste domingo, 24, a partir das 22h. Ou melhor, já na madrugada da segunda-feira pelo horário de Brasília, já que o prêmio é o último a ser entregue durante a cerimônia.

Concorrem com Roma na categoria de melhor filme A Favorita, Bohemian Rhapsody, Green Book: O Guia, Infiltrado na Klan, Nasce Uma Estrela, Pantera Negra e Vice. Relembre, agora, a trajetória de cada um deles e descubra quais filmes têm mais chance de vencer o Oscar, se forem consideradas as premiações já realizadas até agora. O resultado final, claro, pode ser uma grande surpresa. 

A Favorita

Em sua trajetória de premiações, A Favorita, que lidera as indicações ao Oscar com 10, empatado com Roma, não teve um resultado muito positivo nas categorias de melhor filme. O mais importante prêmio que levou foi de melhor filme britânico no Bafta, mas perdeu na categoria principal para Roma

O longa de Yorgos Lanthimos tem chances apenas em categorias de atuação e de design de figurino. Olivia Colman venceu o Bafta de melhor atriz e conquistou ainda os prêmios de atuação nas categorias de comédia do Globo de Ouro e Critics Choice Award. É uma das favoritas para bater Glenn Close (A Esposa), que já venceu o Globo de Ouro de drama, o SAG de melhor atriz e empatou com Lady Gaga (Nasce Uma Estrela) na categoria de drama do Critics Choice Award.

Bohemian Rhapsody

O filme que conta a história da banda Queen venceu apenas um prêmio importante, mas um grande, o Globo de Ouro de melhor filme de drama. O esperado é que o longa leve apenas o troféu de melhor ator pela interpretação de Freddie Mercury feita por Rami Malek, que já ganhou Globo de Ouro, SAG e Bafta. 

Green Book: O Guia

O longa Green Book: O Guia tem grandes chances no Oscar. Além de ter vencido o Globo de Ouro de filme de comédia, já ganhou também o prêmio do Sindicato de Produtores da América, ou PGA, na sigla em inglês. Dos últimos 10 anos, em oito o vencedor do PGA foi o mesmo do Oscar.  

Uma vitória tida como certa é de melhor ator coadjuvante para Mahershala Ali, que já levou prêmios no Globo de Ouro, Critics, Bafta e SAG. 

Infiltrado na Klan

Caso vença o Oscar de melhor filme, o longa de Spike Lee será uma grande zebra. Até o momento, o filme não venceu premiações importantes. Lee recebeu apenas o troféu de melhor roteiro adaptado no Bafta. 

Nasce Uma Estrela

O filme dirigido por Bradley Cooper deve ser reconhecido apenas por sua música tema, Shallow, composta pela protagonista, a atriz e cantora Lady Gaga. A canção já foi premiada em cerimônias como o Grammy e o Globo de Ouro. Gaga pode ser uma surpresa também na categoria de melhor atriz, onde já empatou com Glenn Close no Critics Choice Awards. 

Pantera Negra

A possibilidade de vitória de Pantera Negra é grande. O primeiro filme de super-heróis a concorrer ao Oscar foi o vencedor de premiações importantes da comunidade afro-americana, como o BET e o prêmio da crítica afro-americana, o AAFCA. 

No SAG Awards, o prêmio do sindicato dos atores, venceu o prêmio mais importante da noite, de melhor performance de elenco. 

Roma

Como já foi dito, o longa de Alfonso Cuarón, o primeiro em língua espanhola a concorrer ao troféu de melhor filme, é o favorito. Apesar de no Globo de Ouro ter ganhado apenas como melhor filme em língua estrangeira, categoria em que também é favorito ao Oscar, Roma foi o campeão da principal categoria de premiações importantes. 

No Bafta e no Critics Choice Award, venceu tanto o troféu de melhor filme como o de melhor filme em língua estrangeira. O longa ainda pode render a Alfonso Cuarón três prêmios importantes no Oscar, de melhor diretor (que ele já ganhou em 2014 por Gravidade), de melhor roteiro e de melhor fotografia. 

Vice

O longa de Adam McKay também pode ser uma zebra. Vice, que conta com um humor satírico a vida do ex-presidente norte-americano Dick Cheney, não venceu nenhum prêmio importante como melhor filme. 

As únicas chances da produção no Oscar parecem ser de melhor roteiro, para McKay, e quem sabe de melhor ator para Christian Bale, que bateu Rami Malek no Critics Choice Award e venceu também o Globo de Ouro na categoria de filmes de comédia. 

Onde assistir ao Oscar

Na TV

A cerimônia de entrega do Oscar de 2019 será neste domingo, 24, com início às 22h pelo horário de Brasília. 

No País, o Oscar será transmitido por dois canais, de TV aberta e fechada. Na Globo, a transmissão vai iniciar com alguns prêmios já entregues, por começar apenas após o programa Big Brother Brasil 19

O Oscar será transmitido também pelo canal pago TNT, que inicia a exibir o tapete vermelho já às 21h. A premiação começa às 22h e será transmitida na íntegra pelo canal. 

Para quem gosta de acompanhar o tapete vermelho, o desfile de celebridades que participam da premiação será transmitido pelo canal pago E! a partir das 19h. 

Na internet 

Os assinantes da TNT podem assistir à premiação por meio do serviço de streaming do canal, o TNT GO. É possível, também, acompanhar a premiação ao vivo no próprio site do Oscar

O Estado também vai acompanhar a premiação minuto a minuto, com informações do editor do Caderno 2, Ubiratan Brasil, direto de Los Angeles, e com comentários dos críticos Luiz Carlos Merten e Luiz Zanin. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.