20TH CENTURY FOX
20TH CENTURY FOX

'Bohemian Rhapsody': Relembre o sucesso da cinebiografia de Freddie Mercury, favorita ao Oscar

A premiada cinebiografia de Freddie Mercury pode emocionar mesmo quem não for fã do vocalista e do Queen

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2019 | 07h00

Bohemian Rhapsody, o filme biográfico sobre a vida do cantor britânico Freddie Mercury, já arrecadou US$ 835,1 milhões e prêmios e está entre os favoritos do Oscar.

O ator Rami Malek, que interpreta Freddie, ganhou o prêmio do SAG, e além de melhor filme, no OscarBohemian Rhapsody ainda compete por melhor ator, melhor edição, melhor edição de som e melhor mixagem de som. Veja lista completa.

Para produzir o filme foram longos 9 anos – e árduo o caminho de Bohemian Rhapsody para chegar às telas e as controvérsias surgium desde sempre. 

A primeira aconteceu com Sacha Baron Cohen, cotado para viver Freddie Mercury, embora King negue que seu nome estaria confirmado. “Eu disse que não ia fechar com nenhum ator sem ter um roteiro ou um diretor”, afirmou. Baron Cohen deu uma entrevista dizendo que tinha sido afastado, porque Brian May, um dos integrantes do Queen, estava querendo controlar o longa. “De repente, virou culpa dele”, contou King. 

Ele conta que a questão dos dentes foi um debate importante na pré-produção, para caracaterizar do astro. "As pessoas falam sobre os dentes, maquiagem e guarda-roupa. Mas são os maquiadores e o figurinista que mais me ajudam. Então, para falar sobre por que precisamos dos dentes ou do tamanho dos dentes e por que Jan Sewell (designer de cabelo e maquiagem) teve que tornar meu nariz mais aquilino – são aquelas conversas tão úteis para mim quanto ter os próprios dentes físicos."

E o filme de Bryan Singer relata a vida do artista e as passagens do Queen, desde a condição bissexual de Freddie, seu romance com Mary. Na música, o filme cria cenas memoráveis como o processo criativo do artista. Como ele misturou rock e ópera, e criou a Bohemian Rhapsody. No final, doente – soropositivo –, um fragilizado Freddie consegue o aval dos antigos parceiros (‘Somos uma família!’) para que o Queen participe do megaconcerto Live Aid.

Para o crítico de cinema Luiz Carlos Merten, Bohemian Rhapsody é um filme bonito, emotivo. Conflitos familiares, amores e amizades rompidos. Todo mundo trai todo mundo, mas, no limite, vence o afeto. "É o gran finale. Cada artista teve seus 20 minutos no palco e Singer recria o concerto inteiro, começando com Mother Love e terminando, na apoteose, com We Are The Champions. É um filme bonito, emotivo. Conflitos familiares, amores e amizades rompidos. Todo mundo trai todo mundo, mas, no limite, vence o afeto. Singer trabalha no registro da semelhança física. Os pais, o novo namorado, Mary, Brian May, John Deacon, Roger Meddows-Taylor, todo mundo é muito parecido. Rami Malek talvez seja mais franzino, mas entende e expressa o personagem que nasceu para brilhar."

Onde assistir ao Oscar

Na TV

A cerimônia de entrega do Oscar de 2019 será neste domingo, 24, com início às 22h pelo horário de Brasília. 

No País, o Oscar será transmitido por dois canais, de TV aberta e fechada. Na Globo, a transmissão vai iniciar com alguns prêmios já entregues, por começar apenas após o programa Big Brother Brasil 19

O Oscar será transmitido também pelo canal pago TNT, que inicia a exibir o tapete vermelho já às 21h. A premiação começa às 22h e será transmitida na íntegra pelo canal. 

Para quem gosta de acompanhar o tapete vermelho, o desfile de celebridades que participam da premiação será transmitido pelo canal pago E! a partir das 19h. 

Na internet 

Os assinantes da TNT podem assistir à premiação por meio do serviço de streaming do canal, o TNT GO. É possível, também, acompanhar a premiação ao vivo no próprio site do Oscar

O Estado também vai acompanhar a premiação minuto a minuto, com informações do editor do Caderno 2, Ubiratan Brasil, direto de Los Angeles, e com comentários dos críticos Luiz Carlos Merten e Luiz Zanin. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.