Confira o roteiro de exposições
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Confira o roteiro de exposições

Celso Filho

16 de junho de 2016 | 19h32

A seguir, as principais exposições entre 17/6 e 23/6:

Inaugurações

albano-anatomia-triangulo-2014

Foto: divulgação

+ Com a nova curadoria de Cauê Alves, o Museu Brasileiro de Esculturas (MuBE) inaugura mostras de Albano Afonso, trabalhando com vasos e cristais suspensos (acima), e de Raul Mourão. Também há instalação sonora de Chiara Banfi e Kassin. R. Alemanha, 221, Jd. Europa, 2594-2601. 10h/19h (fecha 2ª). Inauguração: sáb. (18), 11h30. Grátis. Até 31/7.

30 Anos do Clube de Colecionadores de Gravura. A cada ano, artistas selecionados produzem uma tiragem de gravuras para os membros do Clube de Colecionadores de Gravura do MAM. Agora, o grupo conta sua história com uma mostra de 173 obras da coleção – com nomes como Waltercio Caldas, Rivane Neuenschwander e Paulo Bruscky. MAM. Pq. Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 3, 5085-1300. 10h/18h (fecha 2ª). Inauguração: 2ª (20), 20h. R$ 6 (dom., grátis). Até 21/8.

Elefante Branco com Paninho em Cima. Selecionada pelo programa de Residência Curatorial do Paço das Artes, a curadora Ana Maria Maia propõe, na mostra, abordar questões relativas às representações da juventude na arte. Ela reuniu obras de artistas como Laura Lima, Paulo Nazareth e o coletivo EmpreZa. Na abertura, há performance de Daniel Santiago. MIS. Av. Europa, 158, Jd. Europa, 2117-4777. 10h/21h (sáb., 9h/22h; dom. e fer., 11h/20h; fecha 2ª). Inauguração: 3ª (21), 19h. Grátis. Até 25/7.

+ Alfredo Volpi ganha retrospectiva no MAM

Gustavo Cochet. Radicado na Espanha, o argentino Gustavo Cochet (1894-1979) participou da luta contra o fascismo na Guerra Civil Espanhola. Em ‘Os Caprichos – Crônicas de uma Guerra (1936-1939)’, é exibida uma série de gravuras feita pelo artista naquele período. Museu Lasar Segall. R. Berta, 111, V. Mariana, 2159-0400. 11h/19h (fecha 3ª). Inauguração: sáb. (18), 17h. Grátis. Até 22/8.

Sandra Antunes Ramos. Em seus trabalhos, Sandra usa lápis de cor e canetas para criar pequenos desenhos. Na mostra, que reúne 70 obras, ela apresenta essas criações e seus novos trabalhos com colagem e escultura. Galeria Millan. R. Fradique Coutinho, 1.360, V. Madalena, 3031-6007. 10h/19h (sáb., 11h/18h; fecha dom. e 2ª). Inauguração: 3ª (21), 19h. Grátis. Até 8/7.

+ ‘Maio Fotografia’ tem mostras de Martin Parr e Jorge Bodanzky

Yokoso. A mostra celebra os 108 anos da imigração japonesa no Brasil. Nela, estão reunidas obras de artistas descendentes, como Thais Ueda, Sosek, Atsuo Nakagawa e Katia Suzue. A7MA. R. Harmonia, 95B, V. Madalena, 2361-7876. 11h/20h (fecha dom.). Inauguração: 6ª (17). Grátis. Até 23/7.

Alair-Gomes_Da-se?rie-Viagens-(Europa,-Arte)_01_1969_fotografia

Foto: Alair Gomes/divulgação

Young Male: Fotografias de Alair Gomes. No ano passado, Alair Gomes (1921-1992) ganhou uma retrospectiva em São Paulo e entrou para o acervo do MoMA (NY). Agora, o artista volta a merecer uma mostra na cidade. Sob a curadoria de Eder Chiodetto, o seu fascínio pelo corpo masculino é apresentado em seis séries fotográficas, incluindo inéditas. Casa Triângulo. R. Estados Unidos, 1.324, Jd. América, 3167-5621. 10h/19h (fecha dom.). Inauguração: sáb. (18), 15h. Grátis. Até 16/7.

Última Semana

Barrão. Em ‘Paleotoca’, o artista carioca exibe 20 esculturas de resina que retomam o universo do colecionismo. O título faz referência às tocas gigantes e labirínticas cavadas por animais como a preguiça. Galpão Fortes Vilaça. R. James Holland, 71, Barra Funda, 3032-7066. 10h/ 19h (sáb., 10h/18h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até sáb. (18).

Galeria Lume. O espaço recebe individuais de Gal Oppido (‘Sentidos da Pele’) e Akira Cravo (‘Bahia seus Sentidos’). Oppido se volta ao maior órgão humano em ensaios que incluem fotografia, escultura, performance e desenho. Cravo expõe 14 fotografias que focam o povo baiano e suas crenças. R. Gumercindo Saraiva, 54, Jd. Europa, 4883-0351. 10h/ 19h (sáb., 11h/15h; fecha 2ª). Grátis. Até sáb. (18).

A Hora do Chá. Os artistas Vermelho Steam e Ju Violeta exibem trabalhos baseados em ‘Alice no País das Maravilhas’. A mostra consiste em 53 peças, quadros, esculturas e assemblages sobre o ritual do chá. Luis Maluf Art Gallery. R. Peixoto Gomide, 1.887, Jd. Paulista, 2367-3437. 11h/20h (sáb., até 18h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até 3ª (21).

Lasar Segall (1891-1957). O lituano ganha mostra com mais de 70 obras, algumas raras. Com foco em trabalhos em papel, a retrospectiva visita suas criações desde a juventude na Europa até os anos no Brasil. Pinakotheke São Paulo. R. Min. Nelson Hungria, 200, Morumbi, 3758-5202. 10h/18h (sáb., 10h/ 16h; fecha dom.). Grátis. Até sáb. (18).

Mauro Restiffe. Em ‘Rússia’, Mauro Restiffe expõe fotografias que exploram dois momentos de Moscou e São Petersburgo – enquanto algumas datam dos anos 1990, outras foram feitas em 2015. Galeria Fortes Vilaça. R. Fradique Coutinho, 1.500, V. Madalena, 3032-7066. 10h/19h (sáb., 10h/18h; fecha dom. e 2ª). Grátis. Até sáb. (18).

Mestres Santeiros Paulistas do Século XVII. A mostra reúne 54 obras do acervo do colecionador Ladi Biezus. O recorte apresenta esculturas sacras, feitas por mestres santeiros em São Paulo, como Frei Agostinho de Jesus e Mestre de Porto Feliz. Museu de Arte Sacra. Av. Tiradentes, 676, metrô Tiradentes, 3326-3336. 9h/17h (sáb. e dom., 10h/18h; fecha 2ª e 3ª). R$ 6 (sáb., grátis). Até dom. (19).

Pele Parede Pele Parede. A mostra traz à cidade obras do Acervo Sesc de Arte Brasileira do Sesc Jundiaí. Estão reunidas fotografias de Del Pilar Salum e Mônica Rubinho, nas quais elas abordam questões sobre o universo feminino. Sesc Santana. Av. Luiz Dumont Villares, 579, 2971-8700. 10h/21h (sáb. e dom., 10h/18h; fecha 2ª). Grátis. Até dom. (19).

Em cartaz

Arquivo Ex Máchina. Questões relacionadas à história política e cultural da América Latina são o mote da mostra. São exibidas 150 fotografias de nomes de diferentes gerações, como João Pina, Coco Laso e André Penteado. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1776. 9h/20h (sáb. e dom., 11h/20h; fecha 2ª). Grátis. Até 7/8.

Artéria 40 Anos. A coletiva reúne mais de 60 obras (serigrafias, objetos, vídeos e áudios) relacionadas à publicação independente de poesia experimental. Neste sábado (18), às 16h, há lançamento da revista ‘Artéria 11’ e performance de Lúcio Agra. Caixa Cultural. Pça. da Sé, 111, Centro, 3321-4400. 9h/19h (fecha 2ª). Grátis. Até 17/7.

Experimenta Portugal. Na programação do projeto, uma mostra exibe a produção artística de jovens brasileiros e portugueses que residem no Brasil. São nomes como Rita Natálio e Joana Levi, Filipe Barrocas e Flávia Vieira. Neste sábado (18), há uma agenda de performances, a partir das 16h. Consulado Geral de Portugal. R. Canadá, 324, Jd. América, 3084-1800. 10h/18h (fecha sáb. e dom.). Grátis. Até 30/6.

Lado a Lado – Os Objetos Ativos de Willys de Castro. Em comemoração aos 90 anos de nascimento de Willys de Castro (1926-1988), a mostra tem foco nos famosos ‘Objetos Ativos’. Das cerca de 30 obras que compõem a série, foram reunidas 13 peças. Além delas, são expostos textos e poemas raros do mineiro. IAC. R. Dr. Álvaro Alvim, 90, 1° andar, V. Mariana, 3255-2009. 10h/18h (sáb., 10h/16h; fecha dom.). Grátis. Até 9/7.

Ocupação Vesica Piscis. A mostra aborda a influência de Rudolf Laban, do expressionismo alemão na dança, e Maria Duschenes, que propagou seu método no Brasil. Além de performances, reúne objetos como os de Claudio Lux. Até 26/6, a exposição recebe o espetáculo ‘Vesica Piscis’, de Maria Mommensohn e Henrique Schuller, com sessões 6ª, sábado e domingo, às 14h. MAC-USP Ibirapuera. Av. Pedro Álvares Cabral, 1.301, 2648-0254. 10h/18h (fecha 2ª). Grátis. Até 10/7.

Picasso: Mão Erudita, Olho Selvagem. A retrospectiva apresenta toda a versatilidade do artista espanhol por meio 153 trabalhos, pertencentes ao Museu Nacional Picasso, de Paris. Só do artista são 116 obras, que perpassam sua produção desde os seus 14 anos até chegar a criações de 1972. Instituto Tomie Ohtake. Av. Faria Lima, 201, 2245-1900. 11h/20h (fecha 2ª). R$ 12. Até 14/8.

Raimundo Cela. Figuras populares, como vaqueiros, rendeiras e jangadeiros, e a paisagem do litoral brasileiro serviram de inspiração para Cela (1890-1954). A produção do cearense é lembrada em uma grande retrospectiva, com 120 criações. MAB-Faap. R. Alagoas, 903, Higienópolis, 3662-7198. 10h/19h (sáb., dom. e fer., 10h/18h; fecha 3ª). Grátis. Até 24/7.

Rever_Augusto de Campos. Em comemoração aos seus 65 anos de carreira, a obra do poeta Augusto de Campos é lembrada nesta mostra. Em parceria com o Instituto de Cultura Contemporânea, estão reunidas cerca de 75 obras, como serigrafias, objetos e vídeos. Sesc Pompeia. R. Clélia, 93, 3871-7700. 10h/21h (dom. e fer., 10h/ 19h; fecha 2ª). Grátis. Até 31/7.

O Triunfo da Cor. Com acervo dos museus d’Orsay e de l’Orangerie, de Paris, a exposição reúne 75 obras dos principais nomes do pós-impressionismo. Dividida em quatro módulos, a mostra revela as diferentes técnicas e as contribuições de 32 artistas como Monet, Seurat, Cézanne, Gauguin e Van Gogh. CCBB. R. Álvares Penteado, 112, Centro, 3113-3651. 9h/21h (fecha 3ª). Grátis. Até 7/7.

Especial

IV Fórum Latino-americano de Fotografia de São Paulo. Paralelo à mostra ‘Arquivo Ex Machina’, o fórum reúne grandes nomes da fotografia em debates, sessões de autógrafos, oficinas e grupos de trabalho. A programação vai até este domingo (19). Nesta sexta-feira (17), às 20h30, o fotógrafo português João Pina é entrevistado por Luis Weinstein. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, metrô Brigadeiro, 2168-1776. Vários horários. Grátis (para alguns eventos, é necessário fazer inscrição). Até dom. (19). Inf.: www.itaucultural.org.br

Tudo o que sabemos sobre:

Alair GomesAlbano Afonsoexposições

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.