Tragédia de Brumadinho pode reascender ação de R$155 bi sobre Mariana

Sonia Racy

29 de janeiro de 2019 | 00h55

MORADORES DE BRUMADINHO OBSERVAM A LAMA QUE ATINGIU A CIDADE. FOTO: WASHINGTON ALVES/REUTERS

MORADORES DE BRUMADINHO OBSERVAM A LAMA QUE ATINGIU A CIDADE. FOTO: WASHINGTON ALVES/REUTERS

Além das ações que o MPF deve ajuizar por conta de Brumadinho, a mais recente tragédia pode reascender uma ação de indenização de R$155 bilhões contra Vale, BHPB e Samarco pela tragédia de Mariana.

Ajuizada em maio de 2016, a ação foi suspensa… provisoriamente, em agosto. A ideia era levar até dois anos na negociação de um acordo em torno de reparação dos danos.

Leia mais notas da coluna:
Marca de cosméticos faz campanha-protesto por Brumadinho com atores enlameados
Missão israelense já trabalha na localização de corpos em Brumadinho