Queda na B3 não foi reação à fala de Bolsonaro

Queda na B3 não foi reação à fala de Bolsonaro

Sonia Racy

30 de abril de 2019 | 00h55

JAIR BOLSONARO

JAIR BOLSONARO. FOTO: IGO ESTRELA/ESTADÃO

Lé nada a ver…

Bolsonaro fez ontem, durante a abertura da Agrishow, em Ribeirão Preto, um apelo a Rubem Novaes “para seu coração e patriotismo, que esses juros caiam um pouco mais”. Uma brincadeira bem humorada dirigida ao presidente do BB, presente no evento.

A fala foi o suficiente para que o preço das ações cotadas na B3 começasse a cair.

…com cré

Na vida real, entretanto, pelo que se apurou, a queda não foi exatamente reação negativa à fala do presidente e sim um movimento rumo à realização de lucro de investidores. Para se ter uma ideia, a ação preferencial do banco subiu 1,25% em abril, 7,39% em 2019 e 37,75% nos últimos 12 meses.

O papel do BB acabou fechando o dia com a mesma cotação da abertura. Já as ações de bancos concorrentes, como Itaú e Bradesco, caíram 0,8% e 1,3% respectivamente.

Nada ilegal

Apesar da forte rejeição, nas redes, Regina Ferreira, coordenadora de Direito da Moda na Faculdade Santa Marcelina, não condena a atitude da SPFW – que não interrompeu os desfiles mesmo após informada da morte do modelo Tales Cotta.

Não há nada ilegal na decisão.

Novos tempos

Impressionante a rapidez da Wikipédia, ontem, em relação à morte de Caroline Bittencourt. Antes mesmo de a notícia ser divulgada a data da morte da modelo já estava registrada no seu perfil.

ERNESTO ARAÚJO. FOTO: REPRODUÇÃO TWITTER ITAMARATY

ERNESTO ARAÚJO. FOTO: REPRODUÇÃO TWITTER ITAMARATY

Meu herói

Antes de encontrar o secretário Mike Pompeo, ontem em Washington, o chanceler Ernesto Araújo esteve sábado com investidores internacionais na Milken Conference. E não perdeu a chance de posar para foto ao lado da estátua de… John Wayne.

Que fica bem em frente ao consulado brasileiro.

Experimento

Afonso Tostes foi escolhido para inaugurar o projeto “Ofício” do Sesc Pompeia – que discutirá o uso de técnicas artesanais na arte contemporânea.

A primeira exposição, Floresta D’Água – que abre dia 7 – aborda a marcenaria e obras em grande escala, inéditas, como Igbo: uma escultura com nada menos do que 5 metros de altura equilibrando três pedaços de tronco de árvore.

Quem vem

A inglesa C.J. Tudor, autora do best-seller O Homem de Giz, é presença confirmada na Bienal do Livro que acontece em agosto no RioCentro, na zona sul do Rio de Janeiro.

Seu romance de estreia, publicado no Brasil pela editora Intrínseca, vendeu mais de 25 mil cópias só em 2018.

Olha o buraco

Campanha criada pela Corrida Amiga convida pedestres a fotografar as calçadas deterioradas de São Paulo e compartilhar as imagens no aplicativo Colab.

Para os organizadores da iniciativa, “calçadas sem ciladas são a garantia básica inicial do acesso de todos à cidade”, passando pela garantia de seus direitos fundamentais.

Leia mais notas da coluna:
+ Marina Morena quer ‘levar o Brasil para o resto do mundo’
+ Alê Youssef lança o programa Capital da Cultura

Tendências: