OAB vai avaliar se novo fundo é constitucional

OAB vai avaliar se novo fundo é constitucional

Sonia Racy

10 Outubro 2017 | 09h45

CLAUDIO LAMACHIA, PRESIDENTE DA OAB

CLAUDIO LAMACHIA, PRESIDENTE DA OAB. FOTO: GLÁUCIO DETTMAR/CNJ

Claudio Lamachia, presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), disse à coluna nesta segunda-feira, 9, que a entidade vai conferir se há alguma inconstitucionalidade no fundo eleitoral para avaliar se cabe entrar com uma ação.

“Somos contra o fundo, que coloca nas campanhas recursos que são necessários a diversas outras áreas, como saúde, educação e segurança”, afirmou. A Ordem defende que as campanhas deveriam ser mais baratas.

Vale lembrar: foi a partir de uma ação da própria OAB, levada ao Supremo, que se chegou à proibição de doações de empresas para campanhas eleitorais.

“A partir dessa ação da OAB, nós tivemos o barateamento na campanha de 2016”, argumentou Lamachia.

Leia mais notas da coluna:

País precisa de um Estado ‘forte, mas não balofo’, diz empresário

Lerner avança projeto de minicarro para grandes cidades