Invision/AP
Invision/AP

Alan Johnson, coreógrafo da Broadway e de Mel Brooks, morre aos 81 anos

Ele foi responsável por números musicais como 'Primavera para Hitler' em 'The Producers' e 'Puttin’ On the Ritz' em 'O Jovem Frankenstein'

O Estado de S. Paulo

11 Julho 2018 | 00h19

Alan Johnson, que coreografou números musicais em vários filmes de Mel Brooks, como o inesquecível Primavera para Hitler em The Producers, o da dança Inquisição Espanhola do filme História do Mundo – Parte I e Puttin’ On the Ritz em O Jovem Frankenstein, morreu em 7 de julho em sua casa, em Los Angeles. Ele tinha 81 anos. Johnson também dirigiu Brooks no filme Sou Ou Não Sou, de 1983. Ele tinha a doença de Parkinson, informou seu sobrinho, Todd Johnson.

+++ Análise: Enredo do musical 'Os Produtores' mostra todo o gosto de Mel Brooks pela paródia 

Nascido em 18 de fevereiro de 1937, na Pensilvânia, criou para shows individuais e apresentações de artistas como Ann-Margret, Bernadette Peters, Tommy Tune e Shirley MacLaine, que o chamou de “herdeiro” dos aclamados coreógrafos Michael F. Bennet e Bob Fosse.

Ganhador de três prêmios Emmy, Johnson inventou os passos para os musicais da Broadway, como Legs Diamond, pelo qual foi indicado para um Tony em 1989, e manteve uma longa ligação com West Side Story, garantindo que o trabalho do coreógrafo Jerome Robbins fosse preservado em produções e revitalizações regionais.

À medida que o gosto dos dançarinos e do público mudou, a encenação de West Side Story tornou-se cada vez mais difícil. Ele disse ao Los Angeles Times em 1997 que a ascensão da MTV significava que muitos de seus dançarinos haviam estudado hip-hop mais do que balé. "Eles podem fazer algumas coisas incríveis, mas experimentem pedir a eles que façam uma pirueta dupla."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.