Werther Santana/ Estadão
Maria do Céu, mãe de Gugu Liberato, e Rose Miriam Di Matteo no velório do apresentador Werther Santana/ Estadão

Irmão de Rose Miriam, mãe dos filhos de Gugu Liberato, volta ao Brasil

Advogados de defesa de ex-companheira de apresentador confirmam a informação de que Gianfrancesco Di Matteo voltou ao País

Camila Tuchlinski, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2020 | 09h47

O irmão de Rose Miriam Di Matteoex-companheira de Gugu Liberato, deixou os Estados Unidos e voltou ao Brasil. De acordo com informações da assessoria do escritório de advocacia dela, Gianfrancesco Di Matteoa veio sozinho ao País e ela continua com os filhos em território americano.

No início da manhã desta segunda-feira, 6, o jornal Extra chegou a divulgar que Rose estaria voltando ao Brasil. Ainda de acordo com a publicação, o irmão e ela estaeriam de mudança para São Paulo. 

Há um mês, a defesa de Rose Miriam, que pede o reconhecimento de união estável com o apresentador, morto em novembro, enviou à Justiça bilhetes, cartas, áudios de Whatsapp e vídeos comprovando que Gugu e Rose tiveram uma união estável iniciada em 2000. Setenta e cinco fotos de Rose e Gugu constam no processo que está na 9ª Vara da Família e Sucessões do Foro Central de São Paulo.

Ainda no início de março, a novela pela disputa da herança ganhou um novo capítulo. De acordo com reportagem da revista Veja, Rose assinou, em 2011, a escritura de um imóvel no qual ela foi qualificada como "solteira".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Gugu Liberato: documento pode colocar ponto final na disputa de Rose por herança; entenda

Escritura de imóvel doado pelo apresentador para a mulher a qualifica como ‘solteira’; defesa afirma que ela não estava com condições psicológicas para entender a relevância da certidão

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de março de 2020 | 14h43

A novela pela disputa da herança de Gugu Liberato ganhou um novo capítulo a última sexta-feira, 6. De acordo com reportagem da revista Veja, Rose Miriam Di Matteo, ex-mulher do apresentador, assinou, em 2011, a escritura de um imóvel no qual ela foi qualificada como "solteira".

O documento, anexado no livro 5.995, página 225, do 7º Tabelião de Notas, oficializa a doação de uma casa de seis suítes em Alphaville, São Paulo, de Gugu para a Rose no valor de R$ 1,8 milhão. 

A certidão consta ainda que os dois estavam ligados "tão e somente como pais e, portanto, são responsáveis pelo bem-estar dos filhos". 

As informações podem ser um fator contra a reivindicação judicial de Rose por parte da herança de Gugu. Somado a isso, o texto pode derrubar a tese de Rose de que Gugu não deixou nada para a mãe dos filhos.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Rose Miriam Di Matteo (@rosemiriamoficial) em

Defesa 

Procurado pelo E+, o advogado de Rose, Nelson Wilians, alega que o documento "não tem peso algum no processo de reconhecimento de união estável entre ela e Gugu Liberato". Ele aponta ainda que, além do imóvel, consta na certidão um Termo de Criação de Filhos e uma pensão de US$ 10 mil por mês (R$ 47,5 mil na cotação atual).

"O 'compromisso' foi elaborado com o reprovável intuito de fraudar a lei protetiva [tirar os direitos da pessoa] e foi apresentado a Rose Miriam apenas 39 dias após alta hospitalar, sem que ela tivesse condições de discernimento", critica. Segundo a defesa, ela ficou internada por duas semanas no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para tratar uma crise de depressão. Depois que foi liberada, estava tomando remédios fortes como o tarja preta Rivotril, o que a deixou inapta para entender a relevância de sua assinatura.

No caso de a Justiça reconhecer a união estável, Rose terá direito a 50% dos bens adquiridos por Gugu durante o relacionamento de ambos. Nelson Wilians acredita que até o fim do ano a Justiça dará um veredicto sobre o processo.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Meu eterno

Uma publicação compartilhada por Rose Miriam Di Matteo (@rosemiriamoficial) em

Gugu Liberato de volta ao SBT

Um outro assunto que veio à tona foi a possível volta de Gugu Liberato para o SBT. Conforme apurou o E+, ele teria uma reunião com as filhas de Silvio Santos para negociar um possível retorno para a emissora. O encontro ocorreria no fim de novembro de 2019, uma semana após a sua morte, aos 60 anos de idade.

Gugu Liberato pretendia voltar aos programas de domingos e marcaria uma reunião "decisiva" com a Record TV para tratar do assunto. Na emissora de Edir Macedo, ele apresentava o reality show Canta Comigo, que ia ao ar nas noites de quarta-feira.

"A informação que tínhamos é que o Silvio Santos pediu para que ele conversasse com o SBT antes de fechar algo", afirma a assessoria de imprensa de Gugu Liberato.

Liberato estava na Record TV desde 2009 e, em janeiro de 2019, havia renovado o contrato com a empresa por mais três anos. Na época, ele afirmou que estava "extremamente feliz e agradecido."

Procurada pela reportagem, a Record TV não retornou até o momento desta publicação. Em 27 de novembro de 2019, foi ao ar uma gravação inédita do Cante Comigo feita antes de sua morte. No vídeo, Gugu deixa uma mensagem que emocionou internautas: "Acho que nós vamos sentir saudades uns dos outros. De verdade. Foi muito legal. Matar a saudade pela TV, né?". A despedida fazia referência ao fim da quarta temporada do programa, mas ganhou um significado póstumo após a fatalidade. Relembre:

Leia abaixo a íntegra da nota apresentada ao E+ pela defesa de Rose Miriam: 

De acordo com o advogado Nelson Wilians, "esse eventual documento, que qualifica a sra. Rose Miriam como solteira, não tem peso algum no processo de reconhecimento de união estável entre ela e Gugu Liberato. Se fosse casada no papel, a sra. Rose Miriam não precisaria buscar na Justiça o reconhecimento de companheira de Gugu por mais de 20 anos. Ademais, a união estável não altera o estado civil – ou seja, os dois continuam solteiros, diferentemente de que se fossem casados, motivo pelo qual foi necessário o ajuizamento da competente ação de reconhecimento de união estável.

Importante lembrar que o 'compromisso' (Termos de Criação de Filhos) foi elaborado com o reprovável intuito de fraudar a lei protetiva e foi apresentado a Rose Mirim apenas 39 dias após alta hospitalar, sem que ela tivesse condições de discernimento. É esse mesmo documento que menciona a doação desse imóvel e a pensão de US$10.000 dólares mês. 

Vale ressaltar ainda que, pouco tempo depois, o casal retomou a relação de união estável novamente.

Só não foi feita a escritura antes, porque o referido imóvel só foi regularizado em 15/02/2012. Dessa forma, nem mesmo o tempo decorrido (alguns meses) e muito menos a maliciosa repetição de fórmulas inverídicas já contidas no aludido “compromisso” – repetição essa que confirma a má-fé já havida na elaboração do documento primeiro - afastam a inegável verdade dos fatos: a união estável, pública, continua e duradoura, com o objetivo de constituir família, havida e mantida ao longo de mais de duas décadas por Gugu e Rose Miriam.

Por essas razões, permanecemos confiantes na Justiça brasileira."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Defesa de Rose di Matteo reúne bilhetes, cartas e áudios para confirmar união estável com Gugu

Processo também inclui testemunho de funcionários que comprovariam a intimidade dos dois

Renato Vieira, O Estado de S.Paulo

06 de março de 2020 | 11h55

A defesa de Rose Miriam di Matteo, que pede o reconhecimento de união estável com o apresentador Gugu Liberato, morto em novembro, enviou à Justiça bilhetes, cartas, áudios de Whatsapp e vídeos comprovando que Gugu e Rose tiveram uma união estável iniciada em 2000.

O jornal O Globo divulgou na, quinta-feira, 5, que 75 fotos de Rose e Gugu constam no processo que está na 9ª Vara da Família e Sucessões do Foro Central de São Paulo.

As evidências apresentadas pela defesa também incluem testemunhos de funcionários como um motorista do apresentador que comprovaria a intimidade dos dois. Rose e a família de Gugu disputam a herança do apresentador, estimada em R$ 1 bilhão.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Rose Miriam Di Matteo (@rosemiriamoficial) em

Nelson Wilians, advogado de Rose, afirma não ter dúvidas de que as provas são contundentes e darão ganho de causa a ela. Segundo o advogado, a relação entre os dois foi pública, duradoura, continuada e os dois se apresentavam como uma família. Em São Paulo, os dois não moravam na mesma casa, mas em Orlando, onde o apresentador morreu, sim.

 

Wilians conta que Rose está no Brasil e passa bem. Ele diz que no momento os filhos de Gugu e Rose, João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Sofia e Marina, de 16, estão nos Estados Unidos, sob os cuidados da avó materna.

Além do pedido de união estável, há o processo em que Rose pede a anulação do testamento firmado em 2011, em que não foi incluída. Em 26 de fevereiro, o desembargador Galdino Toledo, da 9ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), voltou a validar o testamento do apresentador. Segundo Wilians, ela pode voltar a contestar o documento se a união estável for reconhecida.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Só alegria!

Uma publicação compartilhada por Rose Miriam Di Matteo (@rosemiriamoficial) em

Ainda em 2011, um termo de compromisso de criação dos filhos foi firmado entre Gugu e Rose. O documento previa pagamentos mensais a ela, a serem depositados na conta do irmão de Rose. De acordo com Wilians, os dois atravessavam uma crise no relacionamento e ela enfrentava uma depressão. “O termo é nulo de direito porque Rose não tinha a menor condição psíquica para discernir e assinar o documento. Ainda que tivesse, ele perde a validade porque logo em seguida Gugu volta com Rose.”

 

O advogado também diz que a entrada de Thiago Salvatico, que se diz namorado de Gugu, na disputa pela herança, seria uma “cortina de fumaça”. “Ele iria entrar para pedir o quê? Rose nunca ouviu falar dele. A relação dele com Gugu era pública? Nem eu nem meio mundo sabia. Aquilo é cortina de fumaça por quem tem interesse em embaralhar tudo.”

No caso de a Justiça reconhecer a união estável, Rose terá direito a 50% dos bens adquiridos por Gugu durante o relacionamento de ambos. Wilians acredita que até o fim do ano a Justiça dará um veredicto sobre o processo.

O Estado procurou representantes da família de Gugu para comentar as declarações de Wiliams. Os advogados do espólio do apresentador afirmaram que só irão se manifestar no processo.

A morte de Gugu

O apresentador Gugu Liberato morreu em 21 de novembro de 2019, aos 60 anos, em Orlando, na Flórida, onde tinha uma residência. Ele havia sido internado em um hospital após sofrer um acidente na casa onde morava. 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Meu eterno

Uma publicação compartilhada por Rose Miriam Di Matteo (@rosemiriamoficial) em

 

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Gugu LiberatoRose Miriam Di Matteo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Laudo médico da morte de Gugu Liberato é divulgado; veja detalhes

Apresentador sofreu traumatismo craniano após acidente em sua casa nos Estados Unidos; data da morte de Gugu em documento é 21 de novembro de 2019

André Carlos Zorzi, O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2019 | 16h54

O laudo do médico perito relativo à morte de Gugu Liberato foi liberado ao público pelo Estado da Flórida no último dia 27, pouco mais de um mês após a morte do apresentador, que sofreu um acidente ao cair do sótão de sua casa em Orlando, nos Estados Unidos.

Segundo o documento, solicitado pelo E+ e recebido neste mês de dezembro, a data oficial da morte de Gugu Liberato é indicada como 21 de novembro de 2019, um dia antes do anúncio da morte feito pela assessoria do apresentador. 

Foram constatadas "contusões na cabeça e pescoço, com equimose periorbital à direita. Hemorragia subaracnóide, fraturas do osso parietal direito, fraturas na têmpora direita, hematomas subdurais bilaterais".

Na região do torso, "contusões na parte superior direita do tórax, parte lateral direita do tórax, parte superior esquerda do tórax e parte lateral esquerda do tórax e centro do tórax".

Também são citadas "fratura na primeira vértebra lombar" e "contusões na coxa anterior esquerda".

"Em consideração às circunstâncias que cercam sua morte, e após exame do corpo, análise toxicológica e revisão da avaliação dos registros médicos, é minha opinião que a morte de Antonio Liberato, homem branco de 60 anos, que caiu através do teto de seu sotão para o chão e foi transportado para o hospital na sequência, é resultado de um traumatismo craniano", concluiu Joshua D. Stephany, médico perito responsável por analisar o caso de Gugu. A morte também é declarada como "acidente".

O exame toxicológico de Gugu Liberato indicou negativo para substâncias como etanol, acetona, metanol, isopropanol, anfetaminas, barbitúricos, benzodiazepinicos, buprenorfina, canabióides, opioides, metabolito de cocaína e fentanil.

VEJA TAMBÉM: Relembre artistas que morreram em 2019

Após a morte do apresentador, sua família decidiu doar os seus órgãos, seguindo desejo de Gugu. Seus familiares têm planos de de criar uma campanha para estimular a doação de órgãos para aumentar o número de doadores no Brasil no futuro.

Mesmo após a morte de Gugu Liberato, a Record TV manteve a exibição do reality show Canta Comigo, apresentado por ele, que já estava gravado. O especial Família Record também mostrou Marcos Mion recebendo um presente de 'amigo secreto' que já havia sido comprado por Gugu.

Rose Miriam Di Matteo, mãe dos filhos de Gugu e companheira do apresentador, entrou na Justiça para administrar a herança deixada pelo apresentador após sua morte. A irmã de Gugu, Aparecida Liberato, também se pronunciou e deu mais detalhes sobre o testamento (leia mais aqui).

Tudo o que sabemos sobre:
Gugu LiberatoRose Miriam Di Matteo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.