ARIELA BUENO
ARIELA BUENO

‘Marighella’ é alvo de campanha contrária ao filme no site IMDb

Mesmo antes de chegar aos cinemas, longa-metragem conta com 46 mil avaliações e nota de 3,6 no agregador de filmes e séries

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de outubro de 2021 | 14h36

O filme Marighella está passando pela segunda vez por uma onda de ataques no IMDb, site que agrega informações, notas e comentários sobre filmes, programas de TV e séries. O longa-metragem de Wagner Moura já conta com 46 mil avaliações nesta segunda-feira, 25. Desse total, 73% delas são negativas, com nota 1, deixando o filme com nota 3,6 de 10,0.

Outra onda de ataques aconteceu em 2019, na época da exibição do filme no Festival Internacional de Berlim, quando Marighella recebeu uma enxurrada de avaliações baixas, derrubando a nota para menos de 2. O IMDb, na ocasião, resolveu suspender as avaliações do longa-metragem e apagou algumas centenas de críticas contrárias ao longa-metragem.

Geralmente, esses ataques são identificados quando muitas avaliações se concentram em uma mesma nota dada pelos usuários. Por exemplo: Duna, estreia recente dos cinemas, conta com um quadro de notas bem dividido, espalhado principalmente no espectro entre 7 e 10. Halloween Kills está ainda mais distribuído, com nenhuma nota acima de 20% do total. 

Procurado, o agregador de informações e notas ainda não respondeu ao Estadão qual será a iniciativa a ser tomada agora, no segundo ataque contra o longa-metragem na plataforma.

Marighella, que chega aos cinemas em 4 de novembro, tem no elenco Seu Jorge no papel principal, Bruno Gagliasso, Luiz Carlos Vasconcellos, Herson Capri, Humberto Carrão, Adriana Esteves, Bella Camero, Maria Marighella, Ana Paula Bouzas e Carla Ribas. 

O recorte é feito com a narração dos últimos anos do guerrilheiro Carlos Marighella, líder de um dos maiores movimentos de resistência contra ditadura militar no Brasil, nos anos 1960.

A trama foca na história do grupo de jovens guerrilheiros de Marighella, que tenta divulgar a luta contra a ditadura para o povo brasileiro. O principal opositor é Lucio (Bruno Gagliasso), policial que o rotula de “inimigo público nº 1”. A produção é da O2 Filmes e a coprodução da Globo Filmes e Maria da Fé. A distribuição é da Paris Filmes e da Downtown Filmes.

Tudo o que sabemos sobre:
Wagner MouraCarlos Marighellacinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.