Lucas Jackson/Reuters
Lucas Jackson/Reuters

Cineasta Paul Haggis é detido na Itália por suspeita de 'agressão sexual'

Haggis já foi acusado outras vezes por mulheres que afirmam ter sofrido abuso

Redação, AFP

19 de junho de 2022 | 17h20

O diretor e roteirista de cinema canadense Paul Haggis, vencedor de vários Oscars, foi detido no sul da Itália por suspeita de agressão sexual qualificada, segundo as agências ANSA e AGI, citando uma nota escrita pelos promotores de Brindisi.. 

O diretor e roteirista é "suspeito dos crimes de agressão sexual qualificada e lesão corporal, crimes cometidos sobre uma jovem estrangeira". A vítima estava hospedada na casa de Haggis antes do festival, segundo os promotores. "O suspeito supostamente forçou a jovem, que ele conhecia há algum tempo, a ter relações sexuais", escreveram.  Após um dos encontros, a mulher foi "forçada a procurar atendimento médico", completa o ofício dos promotores.  

Haggis, de 69 anos, que escreveu e produziu o filme vencedor do Oscar Crash, seria a atração principal do festival de cinema Allora Fest, que começa na terça-feira na cidade de Ostuni, na província de Brindisi. Ele já foi acusado por  agressões sexuais em 2018, por quatro mulheres que levaram o caso à justiça nos EUA

A AFP enviou uma mensagem de voz e e-mail para um dos advogados de Haggis, mas ainda não houve resposta

Tudo o que sabemos sobre:
Paul Haggis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.