Kirsty Griffin/Nerflix via AP
Jane Campion durante as filmagens de 'Ataque dos Cães', o favorito do Oscar 2022 Kirsty Griffin/Nerflix via AP

Análise: Oscar 2022 enfrenta o desafio de premiar novamente uma diretora, agora Jane Campion

Depois de Chloé Zhao no ano passado, a neozelandesa merece muito mais pela direção de 'Ataque dos Cães'

Luiz Carlos Merten, Especial para o Estadão 

08 de fevereiro de 2022 | 12h15

Mais de 60 anos depois que West Side Story, a versão de Robert Wise e Jerome Robbins, fez história no Oscar, vencendo em dez categorias e ainda somando uma estatueta especial para a coreografia de Robbins, a nova versão do musical de Leonard Bernstein e Stephen Sondheim está de novo na disputa, concorrendo a melhor filme e direção. Steven Spielberg! Por mais merecido que seja, o filme terá uma dura concorrência. 

Em mais de 90 anos de Oscar - 94 -, a Academia premiou apenas duas mulheres na categoria de direção. Kathryn Bigelow, por Guerra ao Terror, em 2010, e Chloé Zhao, no ano passado, por Nomadland. Com todo respeito, nem Chloé nem Nomadland eram as melhores. A questão agora é: a Academia premiará mulheres dois anos seguidos? Pois Jane Campion e seu Ataque dos Cães são, indiscutivelmente, os melhores deste ano, filme e direção. Ataque dos Cães, que lidera a lista de indicações do Oscar e está em 12 categorias,  também concorre a melhor roteiro adaptado, melhor ator, Benedict Cumberbatch – que já ganhou por antecipação -, e ainda emplacou três coadjuvantes: Kirsten Dunst, Jesse Plemons e Kodi Smit-McPhee. 

A Espanha deve estar em festa, porque o casal 20 do cinema espanhol, Penélope Cruz e Javier Bardem, concorre a melhor atriz e ator, ela pelo Almodóvar, Mães Paralelas, ele, por Apresentando os Ricardos. Esnobada em várias premiações, Kristen Stewart foi indicada por sua extraordinária interpretação como a Princesa Diana em Spencer, do chileno Pablo Larraín. Se ela vai ganhar ainda é uma incógnita, mas merece.

Talvez a maior surpresa nas indicações deste ano tenha vindo do Japão. Ryusuke Hamaguchi cravou quatro indicações por Drive My Car, que adaptou de Haruki Murakami. Melhor filme internacional, melhor roteiro adaptado, melhor direção e melhor filme. Coincidentemente, as mesmas a que Bong Joon-ho foi indicado (e venceu) em 2020. Para ter um gostinho do talento desse grande diretor, basta ver Roda do Destino, em cartaz nos cinemas. 

A cerimônia está apontada para 27 de março. Até lá, rolarão muitas apostas e preferências. Não Olhe para Cima, de Adam McKay, O Beco do Pesadelo, de Guillermo del Toro, Belfast, de Kenneth Branagh, e Duna, de Denis Villeneuve, cravaram muitas indicações, mais até do que mereciam, mas isso faz parte do Oscar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Oscar 2022: 'Ataque dos Cães' lidera com 12 indicações para o prêmio; veja lista completa

Longa concorre na categoria Melhor Filme e Direção; a cerimônia de entrega do Oscar será realizada presencialmente no dia 27 de março'

Redação, O Estado de S. Paulo

08 de fevereiro de 2022 | 10h31
Atualizado 23 de março de 2022 | 14h08

Os indicados ao Oscar 2022 foram anunciados na manhã desta terça-feira, 8, durante um evento transmitido online. O longa Ataque dos Cães, disponível na Netflix, recebeu 12 indicações, entre Melhor Filme, Melhor Ator, com Benedict Cumberbatch, Melhor Atriz Coadjuvante, com Kirsten Dunst, Melhor Ator Coadjuvante com Jesse Plemons e Jane Campion para Melhor DireçãoDuna vem em seguida, com 10, e Belfast e Amor, Sublime Amor com sete cada um.

Principal prêmio do cinema internacional, o Oscar volta a ter um apresentador este ano e será realizado no Dolby Theatre, em Los Angeles, no dia 27 de março. Esta é a 94.ª edição do prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Um dos destaques nas nomeações é a atriz Judi Dench, que recebeu sua oitava indicação ao Oscar. Judi já levou uma estatueta como Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação em Shakespeare Apaixonado, em 1999, e é a atriz mais velha a disputar essa categoria de coadjuvante. Já Denzel Washington alcançou sua nona indicação, a terceira em cinco anos. O ator concorre na categoria Melhor Ator por sua atuação em A Tragédia de Macbeth.

Ainda entre os melhores atores, Troy Kotsur, de No Ritmo do Coração, se tornou o primeiro surdo indicado ao Oscar.

Deserto Particular foi escolhido pelo Brasil para representá-lo na categoria melhor filme internacional, mas o longa de Aly Muritiba não passou pela primeira fase da seleção, em dezembro. Já o curta Seiva Bruta não conseguiu passar de fase e não levou nenhuma indicação à estatueta. 

Veja a lista com os indicados ao Oscar 2022

Melhor Filme

  • Belfast
  • No Ritmo do Coração
  • Não Olhe Para Cima
  • Drive My Car
  • Duna
  • King Richard: Criando Campeãs
  • Licorice Pizza
  • O Beco do Pesadelo
  • Ataque dos Cães
  • Amor, Sublime Amor

Melhor Atriz

  • Jessica Chastain, por The Eyes of Tammy Faye
  • Olivia Colman, por A Filha Perdida
  • Penélope Cruz, por Mães Paralelas
  • Nicole Kidman, por Apresentando os Ricardos
  • Kristen Stewart, por Spencer

Melhor Ator

  • Javier Bardem, por Apresentando os Ricardos
  • Benedict Cumberbatch, por Ataque dos Cães
  • Andrew Garfield, por Tick, Tick... Boom!
  • Will Smith, por King Richard: Criando Campeãs
  • Denzel Washington, por A Tragédia de Macbeth

Melhor Ator Coadjuvante

  • Ciarán Hinds, por Belfast
  • Troy Kotsur, por No Ritmo do Coração
  • Jesse Plemons, por Ataque dos Cães
  • J.K. Simmons, por Apresentando os Ricardos
  • Kodi Smit-McPhee, por Ataque dos Cães

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Jessie Buckley, em A Filha Perdida
  • Ariana DeBose, em Amor, Sublime Amor
  • Judi Dench, em Belfast
  • Kirsten Dunst, em Ataque dos Cães
  • Aunjanue Ellis, por King Richard: Criando Campeãs

Melhor Direção

  • Kenneth Branagh, por Belfast
  • Ryûsuke Hamaguchi, por Drive My Car
  • Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza
  • Jane Campion, por Ataque dos Cães
  • Steven Spielberg, por Amor, Sublime Amor

Melhor Filme Internacional

  • Drive My Car (Japão)
  • Flee (Dinamarca)
  • A Mão de Deus (Itália)
  • A Felicidade das Pequenas Coisas (Butão)
  • The Worst Person in the World (Noruega)

Melhor Roteiro Adaptado

  • Siân Heder, por No Ritmo do Coração
  • Ryûsuke Hamaguchi & Takamasa Oe, por Drive My Car
  • Jon Spaiths, Denis Villeneuve & Eric Roth, por Duna
  • Maggie Gyllenhaal, por A Filha Perdida
  • Jane Campion, por Ataque dos Cães

Melhor Roteiro Original

  • Kenneth Branagh, por Belfast
  • Adam McKay, por Não Olhe Para Cima
  • Zach Baylin, por King Richard: Criando Campeãs
  • Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza
  • Eskil Vogt & Joachim Trier, por The Worst Person in the World

Melhor Figurino

  • Jenny Beavan, por Cruella
  • Massimo Cantini Parrini & Jacqueline Durran, por Cyrano
  • Jacqueline West & Robert Morgan, por Duna
  • Luis Sequeira, por O Beco do Pesadelo
  • Paul Tazewell, por Amor, Sublime Amor

Melhor Trilha Original

  • Nicholas Britell, por Não Olhe Para Cima
  • Hans Zimmer, por Duna
  • Germaine Franco, por Encanto
  • Alberto Iglesias, por Mães Paralelas
  • Jonny Greenwood, por Ataque dos Cães

Melhor Animação

  • Encanto
  • Flee
  • Luca
  • A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas
  • Raya e o Último Dragão

Melhor Curta de Animação

  • Affairs of the Art
  • Bestia
  • Boxballet
  • Robin Robin
  • The Windshield Wiper

Melhor curta em live-action

  • Ala Kachuu - Take and Run
  • The Dress
  • The Long Goodbye
  • On My Mind
  • Please Hold

Melhor documentário

  • Ascension
  • Attica
  • Flee
  • Summer of Soul (... ou Quando a Revolução Não Pode Ser Televisionada)
  • Writing with Fire

Melhor Documentário em Curta-metragem

  • Audible
  • Lead Me Home
  • The Queen of Basketball
  • Three Songs for Ben Azir
  • When We Were Bullies

Melhor fotografia

  • Greig Fraser, por Duna
  • Dan Lautsen, por O Beco do Pesadelo
  • Ari Wegner, por Ataque dos Cães
  • Bruno Delbonnel, por A Tragédia de Macbeth
  • Janusz Kominski, por Amor, Sublime Amor

Melhor montagem

  • Hank Corwin, por Não Olhe Para Cima
  • Joe Walker, por Duna
  • Pamela Martin, por King Richard: Criando Campeãs
  • Peter Sciberras, por Ataque dos Cães
  • Myron Kerstein & Andrew Weisblum, por Tick, Tick... Boom!

Melhor cabelo e maquiagem

  • Um Príncipe em Nova York 2
  • Cruella
  • Duna
  • The Eyes of Tammy Faye
  • Casa Gucci

Melhor canção original

  • Be Alive - King Richard: Criando Campeãs
  • Dos Oruguitas - Encanto
  • Down to Joy - Belfast
  • No Time to Die - 007 - Sem Tempo Para Morrer
  • Somehow You Do - Four Good Days

Melhor design de produção

  • Patrick Vermette, por Duna
  • Tamara Deverell, por O Beco do Pesadelo
  • Grant Major, por Ataque dos Cães
  • Stefan Decbant, por A Tragédia de Macbeth
  • Adam Stockhausen, por Amor, Sublime Amor

Melhores efeitos especiais

  • Duna
  • Free Guy: Assumindo o Controle
  • 007 - Sem Tempo Para Morrer
  • Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis
  • Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa

Melhor som

  • Belfast
  • Duna
  • 007 - Sem Tempo Para Morrer
  • Ataque dos Cães
  • Amor, Sublime Amor
Tudo o que sabemos sobre:
Oscar [prêmio de cinema]cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.