A solidão do lobo mau
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A solidão do lobo mau

Conheça o lançamento do autor Alexandre Rampazo, que transformou o temido animal em protagonista de 'Este É o Lobo'

Bia Reis

17 de agosto de 2016 | 11h00

este-e-o-lobo-capaweb

Entre os medos da infância, o do lobo talvez seja o mais universal. Costuma aparecer quando a criança tem por volta de 3 ou 4 anos e não raramente vem acompanhado de uma certa admiração. Foi justamente este personagem tão temido que o autor Alexandre Rampazo escolheu para protagonizar seu novo livro, Este É o Lobo, da Editora DCL, que abordei na coluna Estante de Letrinhas na Rádio Estadão desta terça-feira, 16.

Com frases simples e curtas, Rampazo apresenta seu lobo várias vezes, intercalando com outros personagens que habitam os contos de fadas, como Chapeuzinho Vermelho e a avó da menina, os Três Porquinhos, o caçador e o menino. Eles entram e logo desaparecem, deixando um vazio, um espaço, para o leitor preencher. Está criada a tensão.

Os personagens ocupam o centro das páginas em branco. Rampazo trata da solidão que o lobo sente em decorrência do medo que os outros sentem dele. O “detonador” da história, conta o autor, foi um desenho que seu afilhado, Mateus, fez de um lobo que comia um menino. “Comecei a pensar: e se o lobo não comesse o menino e tivesse pedindo um pouco de atenção”, lembra. “Falo do lobo, mas também dos nossos medos, dos estigmas que colocamos sobre os outros. Esta é a minha leitura, mas há outras que podem ser feitas.”

04-CHAPEU

O livro tem um projeto gráfico especial: é vertical. Traz na capa um lobo sério, grande e peludo, que encara o leitor. Diferentemente das publicações anteriores, Rampazo não trabalhou digitalmente seus desenhos. Apostou apenas em grafite e tinta, com capricho e delicadeza.

Rampazo já esteve outras vezes nesta Estante de Letrinhas, com o autoral A Princesa e o Pescador de Nuvens e dois outros livros que ilustrou, O Pequeno Samurai e As Três Velhinhas.

Estante de Letrinhas no Facebook: Curta!
E também no Twitter: Siga!

Aproveito aqui para deixar outras indicações de livros que falam de lobo. Confira a seguir:

 

chapeuzinho-amarelo

Chapeuzinho Amarelo, de Chico Buarque. Há edições publicadas por diversas editoras, com ilustrações de diferentes ilustradores, mas a mais conhecida é assinada pelo Ziraldo.

 

que horasweb

Que Horas São, Papai Lobo?, de Annie Kubler, da Ciranda Cultural. Para crianças pequenas. Faz a pergunta que dá título ao livro e apresenta como resposta situações variadas: hora de acordar, de tomar café etc. No meio do livro há um buraco por onde sai um pequeno fantoche de um lobo que abre e fecha a boca.

 

chapeuzinhoredondocapa

Chapeuzinho Redondo, de Geoffroy de Pennart, da Brinque-Book

 

o lobo

O Lobo, a Cabra e os Sete Cabritinho, de Geoffroy de Pennart, da Brinque-Book

Por fim, deixo a indicação de leitura de uma matéria que fiz quando trabalhei na Revista Crescer, em 2009, sobre como ajudar seu filho a perder o medo, até o lobo.

Tudo o que sabemos sobre:

Alexandre Rampazo

Tendências: