1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Chega ao Brasil TV alemã sob demanda

João Fernando - O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2014 | 15h 28

Serviço de streaming reúne o conteúdo no idioma germânico

O trauma dos 7 a 1 na Copa do Mundo foi grande, mas mesmo assim a simpatia pela Alemanha no País chamou a atenção dos germânicos. Por isso, no começo de agosto entrou no ar no Brasil o ProSiebenSat1 Welt, que apesar do nome complicado, é um simples serviço online de TV sob demanda com conteúdo inteiramente em alemão. 

"Escolhemos o Brasil em uma lista de 17 países depois de uma análise de indivíduos que falam alemão. Aí, há uma grande população", contou ao Estado por telefone Marcel Mohaupt, vice-presidente de TV por assinatura e estratégia de negócios de um dos braços do grupo ProSiebenSat1, um dos maiores conglomerados de comunicação da Alemanha, que reúne canais abertos e pagos exibidos por lá e também na Suíça e Áustria.

De acordo com uma estimativa do Ministério das Relações Exteriores daquele país, cerca de 500 mil pessoas falam alemão no Brasil. Entre germânicos que se mudaram para cá e descendentes, 91 mil são estudantes. "No mundo, esse número é de 9 milhões", completa. O site tem no catálogo produções ainda no ar e outras já exibidas pelos canais do grupo. “É para quem mora fora da Alemanha e quer manter uma ligação. Imagine que você vivesse fora do Brasil e quisesse ter conteúdo brasileiro na TV", compara Mohaupt.

O serviço funciona da mesma maneira que o Netflix, em que filmes, séries, programas de TV e até novelas podem ser acessados por computador ou dispositivos móveis e são transmitidos via streaming. Por enquanto, o pagamento é mensal e só pode ser feito em euros, no valor de  7,90, o que o deixa mais caro que a empresa rival. Apesar da semelhança, o ProSiebenSat1 ainda não enfrentou o concorrente norte-americano em seu território, pois o Netflix só deve chegar à Alemanha em setembro.

Divulgação
Sem legenda. A série policial "Der letzte Bulle" é um dos carros-chefe do serviço online

Entre os destaques do conteúdo estão produções como Der letzte Bulle, que o canal pago +Globosat começou a exibir por aqui a quinta temporada sob o título de The Last Cop, tradução para o inglês de O Último Tira. A série mostra o dia a dia de Mick (Henning Baum), um policial que ficou em coma por 20 anos e volta à ativa com seus métodos antigos e não usa nem celular. 

Na lista de mais populares por lá estão ainda a série Anna und die Liebe, em que a personagem-título é uma moça que sofre com o excesso de timidez e vai trabalhar em uma agência de publicidade, na qual acaba descobrindo o amor. Outra produção também com um nome que vai direto ao assunto é o telefilme Der Rücktritt, que significa A Renúncia, em português. Nele, o candidato à presidência Christian Wullf (Kai Wiesinger) abandona a campanha. Meses depois, descobre que está em andamento um livro que revelará seus segredos. Seu passado se mistura com a história da Alemanha.

O material exibido nos países de atuação do ProSiebenSat1 Welt, como Argentina, México, EUA e África do Sul, é um compilado dos canais pagos e abertos da matriz. "Fizemos uma seleção de programas. Temos séries do horário nobre. Lá, também temos as norte-americanas, porém, não temos os direitos de exibição no Brasil", lamenta Marcel Mohaupt. No País, o conteúdo só atenderá quem já tem conhecimentos do idioma. "Não temos legendas. Nossa política é que seja puramente alemão", reforça.

O intercâmbio com produções brasileiras é uma possibilidade. "Ficarei feliz se houver conteúdo em alemão por aí, mas acho difícil. Tem de ser só em alemão", explica o executivo. "Se por exemplo, em Florianópolis, onde há uma grande concentração de lares em que se fala alemão, será muito interessante ter o que for produzido por eles."

Além das opções de ficção, programas de esporte estão disponíveis. "É como se fosse uma revista eletrônica. Mostramos os melhores lances dos jogos e comentários. Não posso exibir as partidas inteiras, pois alguém aí já tem esses direitos", conta. Por enquanto, só há conteúdo gravado. "Estamos planejando transmitir ao vivo pela internet. Talvez, no ano que vem, transmitiremos competições de boxe da Alemanha", adianta.

Marcel Mohaupt, que já trabalhou em distribuidores de cinema que atuavam no Brasil, diz conhecer pouco a produção audiovisual nacional. "Vocês têm um grande histórico nas telenovelas", enumera. Entretanto, ele aposta que o público brasileiro assistirá bastante aos programas de esporte, mesmo com o vexame da seleção contra a Alemanha. "Vocês tiveram aquela quarta-feira negra, mas têm um bom futebol." O endereço é www.prosiebensat1welt.com/webtv

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo