Novembro é prazo final para que partes apresentem valor do Parque Augusta

Sonia Racy

26 Outubro 2017 | 00h50

PARQUE AUGUSTA

PARQUE AUGUSTA. FOTO: AMANDA PEROBELLI/ESTADÃO

Batido o martelo: será 13 de novembro o prazo final para que Prefeitura, MP, empresas e a juíza Maria Gabriela Spaolonzi apresentem suas perícias com o valor do Parque Augusta. Uma primeira análise divulgada na semana passada pela Prefeitura, “sugeriu” R$ 137 milhões para o parque e R$ 186 milhões para o terreno de Pinheiros a ser cedido à Cyrella e à Setin.

Augusto Aneas, do Movimento Parque Augusta, considerou os números irreais por não levarem em conta, entre outras, o plano diretor.

Leia mais notas na coluna:

Só um terço dos que votaram com Temer na CCJ não têm irregularidade

Diego Lerman vem ao Brasil e se encontra com sócia de produtora brasileira