WILTON JUNIOR/ESTADÃO
WILTON JUNIOR/ESTADÃO
Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Xuxa diz que só não pode falar de religião na Record

Programa será ao vivo e está sujeito a uma nova experiência para ela; veja galeria de imagens da carreira da apresentadora

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

11 Agosto 2015 | 13h29

Xuxa Meneghel apresentou nesta terça-feira, 11, um breve clipe de seu programa na Record, que estreia segunda-feira, 17, às 22h30.

Na ocasião do anúncio de sua contratação, no início do ano, Xuxa comentou, também em entrevista coletiva, que poderia fazer na Record tudo o que a Globo já não lhe permitia.

Eu então a questionei sobre o que ela já vinha realizando na Record, dentro desse leque de restrições antes impostas pela antiga emissora. “Foi bom você perguntar isso, Cris, porque muita gente, inclusive os meus fãs, acham que estão me agradando falando mal da Globo e isso me deixa muito irritada. Em nenhum momento eu quis falar mal da Globo, ao contrário. A Globo foi como uma mãe pra mim: me podou em algumas coisas e me deu muitas outras. E ninguém gosta que falem mal da mãe”, esclareceu.

As limitações enfrentadas na Globo, segundo ela, deram-se especialmente em seus últimos seis anos de casa.

Xuxa voltou a dizer que tem tido liberdade para tudo. A única imposição feita pela Record foi o veto ao discurso religioso.

“Só não posso falar sobre religião. Se eu falar de evangélico, vão dizer que é porque é evangélico. Se eu falar de católicos, vão dizer que falei dos católicos, então acharam melhor não falar nada”.

A loira, no entanto, soube brincar com a restrição ao longo da entrevista. Questionada sobre a honra de ocupar a faixa horária que tradicionalmente pertenceu a Hebe Camargo, Xuxa reconheceu que “eu sei que não posso falar de religião, mas isso é uma bênção”. “É como se ela estivesse dizendo, ‘vai lá!’ Eu sei que eu não chego nem na ponta da unha do dedo do pé dela, mas se eu puder ter um pouco do que ela teve, estou feliz. Às vezes me arrependo de não ter visto mais a Hebe. Poderia ter aprendido muito mais. O Chacrinha me disse uma vez que só eu poderia substitui-lo. E a Hebe, quando eu disse a ela: ‘quando eu crescer quero ser igual a você’, me respondeu: ‘você já é e não sabe’.

O programa será ao vivo e, como tal, está sujeito a uma nova experiência para ela. “Vocês têm que dar um desconto, vou aprender, não sei fazer programa ao vivo. Imagina eu e Ivete (Sangalo) ao vivo? Não quero nem pensar”.

Ivete está escalada para o terceiro programa. Ficou chateada de não estar no primeiro, conta Xuxa, mas Mariozinho Rocha, diretor que Xuxa trouxe da Globo para comandá-la na Record, explicou que a própria apresentadora será a grande estrela da estreia. O programa de segunda contará ainda com o elenco da novela Os Dez Mandamentos e do cantor Alexandre Pires, mas nem os atores falarão da novela nem o cantor exibirá algum novo sucesso. “Eles estarão envolvidos em coisas que eu não posso dizer quais são”, disse o diretor, em tom de suspense.

A direção comercial da Record informou que o programa já tem três cotas nacionais de patrocínio vendidas e aguarda pelo fechamento de uma quarta, além de uma série de ações de merchandisings.

 

Mais conteúdo sobre:
TelevisãoXuxa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.