Wihelmina, ainda bem, veste Prada

Definitivamente, Ugly Betty tem a melhor feia. Nem mesmo Fernando Gaitán, o criador da Betty colombiana, poderia imaginar que, um dia, Salma Hayek produziria uma feia tão adorável. E a atriz America Ferrera sabe dosar a cafonice da personagem sem deixá-la caricata ou exagerada - coisa que Giselle Itiê, em Bela, a Feia, ainda não aprendeu. Continuo querendo ser amiga da Betty e hoje, após três temporadas, não acho mais que ela deva passar por um extreme makeover. Um bom corte de cabelo e um guarda-roupa novo vão tirar a personalidade da latina. Betty é incrível do jeito que é - lembrem-se de que ela conseguiu conquistar o fofo do Henry... Pena que acabou! Exijo outro namorado querido para Betty!

Etienne Jacintho, O Estado de S.Paulo

23 de agosto de 2009 | 01h53

Até Wilhelmina percebeu que Betty é esperta! Aliás, essa 3ª temporada de Ugly Betty está sensacional. Vanessa Williams é a vilã perfeita e ela veste Prada! Ótima a versão Miranda Priestly de Wilhelmina ao pedir que Betty conseguisse para ela a tiara real. Betty consegue, assim como a pobre Andy de Anne Hathaway consegue o Harry Potter. Alguém reparou que colocaram até uma Emily na Mode? Adorei! Fora que Marc e Amanda continuam absurdos e divertidos. Desculpe Record, mas com Ugly Betty no ar não dá para ver Bela, a Feia, por mais que eu ache Bárbara Borges uma ótima Hilda, quer dizer, Elvira, e me divirta vendo Iran Malfitano ir de Orlandinho, o hétero equivocado, ao vilão Adriano. Falta sal, piada e pimenta, principalmente.

Uma pergunta para Rebecca, de Brothers & Sisters: querida, quem em sã consciência troca Justin Walker por Ryan Lafferty? Fique esperta! Não faça besteira!

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.