Divulgação
Divulgação

Warner nega estar negociando volta de Charlie Sheen

Sheen foi demitido em março da série da CBS, depois de criticar publicamente o estúdio e o roteirista Chuck Lorre

14 Abril 2011 | 20h21

LOS ANGELES (Reuters) - O ator Charlie Sheen não negociou nem vai negociar sua volta à série Two and a Half Men, disse a Warner Bros. na quinta-feira.

O instável Sheen foi demitido em março da série da CBS, depois de criticar publicamente o estúdio e o roteirista Chuck Lorre. Nesta semana, ele disse que está negociando com os ex-patrões para ser readmitido - enquanto isso, ele faz uma bizarra turnê com um solo teatral pela América do Norte.

"Essas declarações são falsas", disseram advogados da Warner em carta aos advogados do ator. "Como os senhores sabem, não houve discussões, não há discussões e não haverá discussões a respeito da volta dele à série, ou para que tenha qualquer envolvimento com a série."

A Warner e a CBS ainda não informaram se manterão "Tw and a Half Men" no ar com outro formato ou outro protagonista na temporada de 2011/12, que começa em setembro.

A série, na qual Sheen interpretava um solteirão mulherengo, é o programa cômico mais visto na TV dos EUA, com 14 milhões de espectadores habituais.

(Reportagem de Jill Serjeant)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.