Vanessa Williams e sua Wilhelmina

Atriz/cantora encarna a vilã e fala sobre seu trabalho em 'Ugly Betty', que virou hit americano

Ethienne Jacintho, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2007 | 00h54

"Tem sido divertido estar em Ugly Betty", fala a cantora e atriz Vanessa Williams, que interpreta Wilhelmina, a vilã da série. Em entrevista da qual o Estado participou com a imprensa internacional, ela só teve elogios à produção de Salma Hayek, em cartaz na Sony, às quartas, às 20 horas. "O mais bacana da série é que você pode ser exagerada. É como fazer teatro, porque você não precisa ser realista e pode realmente interpretar", diz a artista, com tom teatral. Vanessa conta que haverá um episódio musical em Ugly Betty, mas não entrou em detalhes. Só disse que está feliz por unir suas duas vocações. "Sempre tento escolher o que é melhor no momento, mas tento fazer as duas coisas." Ela está gravando um novo álbum aos fins de semana, quando tem folga das filmagens. Apesar de Wilhelmina ser uma versão de Miranda (Meryl Streep, em O Diabo Veste Prada), Vanessa vê semelhanças entre ela e sua personagem. "Ela é muito focada e sabe o que faz. Esses são meus pontos fortes e sempre trabalho com dedicação", fala. "Por outro lado, temos vidas muito diferentes. Sou mãe de quatro crianças e nunca estou superarrumada." Vanessa morava em Nova York e se mudou com o filho mais novo, de 7 anos, para Los Angeles, assim que a série bombou. Mas ela ainda não se acostumou à cidade. "Aqui, tudo é um tapete vermelho", comenta. "Você é convidada para um café da manhã e tem de estar num tapete vermelho às 8h30! E tem de fazer o cabelo, maquiagem e tudo o mais."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.