Netflix
Netflix

Uma série para cada tipo de pai

‘Caderno 2’ recomenda 10 produções que vão de história à ficção científica

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de agosto de 2019 | 16h30

Não importa se o seu pai gosta de ação, psicologia ou comédia: o que não faltam nas plataformas de streaming são séries de todos os gêneros. Para comemorar o Dia dos Pais, o Caderno 2 preparou uma lista especial com grandes títulos. Confira:

Para pais apaixonados por psicologia: Mindhunter

A série é baseada no livro Mind Hunter: Inside the FBI's Elite Serial Crime Unit, de John Douglas e Mark Olshaker, lançado em 1996. David Fincher (Clube da Luta, Zodíaco), Asif Kapadia (Amy) e Charlize Theron (Mad Max) estão na equipe de produção e direção da série, que é protagonizada por Jonathan Groff. A trama gira em torno de um agente do FBI que foi pioneiro em investigar a psicologia de assassinos em massa. Na Netflix.

Para pais que gostam de ação: La Casa de Papel

Na trama, um grupo formado por integrantes com ficha criminal extensa se reúne secretamente numa casa. Sob orientação do genial O Professor, a quadrilha planeja e executa um ambicioso assalto à Casa da Moeda da Espanha. 

Para pais que gostam de história: Chernobyl

A série inglesa dramatiza o maior acidente nuclear do mundo: a explosão do reator atômico da usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, em 1996. A produção é ficcional, mas foi muito elogiada por conseguir reconstruir o momento histórico que retrata. Na HBO.

Para pais que gostam de inteligência artificial: Westworld

Baseada no filme homônimo de 1973, a série se passa em Westworld, um parque temático de alta tecnologia que simula o Velho Oeste. No local, ‘anfitriões’, como são chamados robôs criados à imagem e semelhança dos homens, divertem ‘recém-chegados’, os ricos visitantes dos parques. Não há lei, e os humanos são liberados para fazer o que bem entenderem com os androides – o que inclui tortura, estupro e assassinato. Eventualmente, os robôs tomam consciência e se revoltam. Na HBO.

Para pais que viveram os anos 80: Stranger Things

A série acompanha um grupo de crianças que vive na fictícia cidade de Hawkins. Um deles, Will, é atacado por um monstro e acaba preso em um mundo invertido. A partir daí, seus amigos descobrem uma rede de experimentos secretos do governo norte-americano.  Na Netflix.

Para pais que gostam de viagem no tempo: Dark

Primeira produção alemã da Netflix, Dark estreou em 2017. A série usa linhas temporais para contar a história de quatro famílias da cidade de Widen, onde dois crimes idênticos aconteceram com 33 anos de diferença. Na Netflix.

Para pais que querem dar risada: Brooklyn Nine-Nine

A série acompanha Jake Peralta, talentoso porém imaturo detetive do 99º distrito do Brooklyn. Jake e seu grupo heterogêneo de colegas têm suas vidas mudadas com a chegada do rígido capitão Ray Holt à delegacia. Na Netflix.

Para pais que gostam de distopias: The Handmaid’s Tale

A série, inspirada no romance O Conto da Aia, de Margaret Atwood, se passa em um futuro próximo, no qual o estado da Nova Inglaterra foi transformado em um país teocrático que impõem estupros e castigos brutais à mulheres. Na Globoplay.

Para pais que gostam de histórias baseadas em crimes reais: Making a Murderer

Making a Murderer conta a história real de Steven Avery, um americano condenado a 18 anos de prisão por tentativa de estupro e homicídio. A partir de entrevistas, documentos e vídeos oficiais, as diretoras Laura Ricciardi e Moira Demos fazem um registro cronológico da acusação e condenação de Avery, enquanto trabalham com a hipótese de sua inocência. Na Netflix.

Para pais que gostam de HQs: The Umbrella Academy

Baseada nas HQs de Gerard Way, ex-vocalista da banca My Chemical Romance, The Umbrella Academy conta a história de uma família de super-heróis disfuncionais adotados por um homem rico e muito misterioso. O ilustrador brasileiro Gabriel Bá também assina a série. Na Netflix.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.