Uhuuu, eles descobriram a internet!

Para atrair uma nova audiência, 10.ª edição do reality show confinou até subcelebridades virtuais

Fernando Martines,

09 de janeiro de 2010 | 16h00

 

A estreia da 10ª edição do Big Brother Brasil, às 22h desta terça-feira, mostra uma mudança na forma do reality selecionar participantes. Em vez de modelos desconhecidas, ex-dançarinas do Faustão e ilustres anônimos, a Globo preferiu convocar pessoas que já tinham alguma fama – só que na internet. Dos 17 participantes (dois ainda serão escolhidos), quatro vêm do mundo da web.

 

A mudança na forma de selecionar os "brothers" evidencia a ambição da emissora: fazer da atração um dos assuntos mais comentados na internet. Vale lembrar que em edições passadas, os participantes mantiveram um blog, mas a ideia não contribuiu para bombar o BBB na web. A intenção é tentar de novo gerar uma publicidade massiva e gratuita na internet.

 

Boninho, diretor do reality, confirma que comentários no Twitter, Facebook e Orkut funcionam como pesquisa de opinião instantânea. "Serão fundamentais para a repercussão do programa. É uma conversa de comadre elevada a milhões. Torcidas, comunidades e críticas são termômetro para a edição", explica. O diretor também aponta o desejo de atingir um público diferente: "Temos que aproveitar esse universo, ótimo para uma nova audiência".

 

FAMOSOS ONLINE

 

Entre as subcelebridades virtuais, a mais conhecida é a publicitária Tessália Serighelli. A curitibana ganhou notoriedade pelo perfil que mantém no Twitter (@twittess). Ela tinha mais de 120 mil seguidores até ter a conta invadida na semana passada e diz obter metade de sua renda mensal com propagandas que faz pelo microblog. Outro ilustre na web é Sérgio Francischin. O estudante ficou famoso pelos vídeos que posta no YouTube, onde é conhecido como sr. Orgastic. Foi ele quem popularizou na rede a expressão: "Beijo, me liga!"

 

Os outros dois são menos conhecidos. Dicesar Ferreira é um anônimo, mas Dimmy Kieer – seu nome quando se apresenta como drag queen – teve um clipe visto por mais de 40 mil pessoas. Elenita mantém um blog desde 2005 e uma conta no YouTube também.

 

Boninho estuda uma forma para os participantes postarem no Twitter de dentro da casa. Será que em 2011 vamos votar por scraps e tweets?

 

Colaborou Gustavo Miller

 

***

 

Novidades da edição

 

Para comemorar dez edições, o Big Brother Brasil está apostando alto: vai dar R$ 1,5 milhão, maior prêmio da TV brasileira até então. O 2.º e o 3.º colocados receberão R$ 150 mil e R$ 50 mil (em outras edições, recebiam R$ 100 mil e R$ 30 mil). Assim como no BBB 9, haverá duas casas, mas, dessa vez, sem a separação de muros. O quarto do líder fica agora na área interna da casa principal, que também terá o quarto Tatoo, em cores vibrantes. No banheiro, uma banheira coletiva poderá reunir moçoilas de biquíni e, na área externa, um loft com sala, quarto, cozinha e banheiro terá ares retrô. Temido na última edição, o quarto branco vira brinquedinho do diretor: pode tanto ser quarto do pânico, como uma agradável surpresa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.