TVs abertas perdem audiência em 2010 - Record cresce 1%

04 de janeiro de 2011 | 06h00

Com exceção da Record, que cresceu 1%, todas as redes abertas perderam audiência em 2010 na Grande São Paulo. Do Ibope, os números a seguir traçam um paralelo entre as médias de cada emissora em 2009 e no ano que acabou sexta-feira, na faixa das 7h à 0h, de segunda a domingo.

SBT: 5,6 (2009) / 5,4 pontos (2010)

Globo: 17,4 (2009) / 16,5 (2010)

Record: 7,3 (2009) / 7,4 (2010)

RedeTV! 1,6 (2009) / 1,5 (2010)

Band: 2,6 (2009) / 2,5 (2010)

Como o total de ligados nos dois anos é o mesmo (42,6%) e não distingue se o televisor foi ligado para ver canal pago, aberto, DVD ou videogame, é possível concluir que as redes abertas perderam suas migalhas em 2010 - convém considerar o crescimento da TV paga no ano passado.

Globo tem queda recorde. Dona da maior audiência, a Globo obteve também a maior queda (5%) entre todas as redes na Grande São Paulo, fechando o ano com a pior média de sua história. De 2001 para cá, a Globo encerrou seus calendários na região com 19,2 pontos (2001), 20,3 (2002), 21 (2003), 21,7 (2004), 21 (2005), 21,4 (2006), 18,7 (2007), 17,4 (2008). A queda se mostra irreversível desde 2007.

No balanço do ano, a Globo também se despediu de 2010 com queda no share, índice que afere o porcentual de televisores sintonizados em cada emissora, dentro do universo de aparelhos ligados: foram 38,8% em 2010, ante 40,9% em 2009, segundo dados do Ibope. O SBT caiu de 13,6% para 12,6%, a Record subiu de 17% para 17,6%, a RedeTV! foi de 3,8% para 3,6% e a Band, de 2,6 para 2,5%.

O par

Natália Thimberg e Antonio Fagundes já foram mãe e filho em O Dono do Mundo. Agora do bem, sob a mesma bênção de Gilberto Braga, repetem o dueto como amigos na próxima novela das 9 da Globo.

17

pontos de média marcou a estreia do Esquenta, com direito a entrevista de Lula a Regina Casé, na Globo. Atração anterior do horário, Os Caras de Pau, rendia 14

Um adendo sobre o Esquenta é a percepção de que seu auditório fez os demais parecerem programas suecos, tamanha é a predominância de loiras sobre negras. Lá está, finalmente, uma plateia com cara de Brasil.

Edir Macedo surgiu de raspão na tela da GloboNews durante a transmissão da posse de Dilma. Ao reparar que era o dono da Record quem apertava a mão da presidente em recepção no Palácio do Planalto, a imagem foi cortada e a tela tratou de mostrar o avião onde Lula embarcaria a seguir.

E a Band obteve expressivos (para os seus parâmetros de audiênicia nas noites de domingo) 3,4 pontos com um especial sobre a trajetória de Lula - 8 anos em 80 Minutos. Mas isso significou o 5º lugar no ranking do horário, atrás de Globo, Record, SBT e RedeTV!

Demorou quase 10 anos, mas a Globo enfim passou a chamar "a novela das 8" como "novela das 9" no anúncio da substituta de Passione.

Tudo o que sabemos sobre:
Sem Intervalo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.