DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

TV é opção de 61% da plateia que quer acompanhar a Rio 2016

"Vamos curtir o fim de semana perto de quem a gente ama, meu povo! Muito amor, respeito e serenidade a todos vocês!”

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

16 de abril de 2016 | 03h00

A televisão ainda é soberana absoluta na exibição de eventos ao vivo: 61% dos entrevistados no estudo Olympic, realizado pela Ipsos, dizem que pretendem acompanhar a Rio 2016 pela TV. O levantamento evidencia também a relevância dos meios digitais: 36% disseram que vão acompanhar a competição por jornais online. Quase um terço (29%) afirmou que seguirá a Rio 2016 pelo Facebook. Um quinto mencionou o YouTube. Para 62%, a grande motivação para ver os jogos é a participação dos atletas brasileiros. Menos da metade (46%) está realmente interessada em esporte. Entre as modalidades mais aguardadas, estão futebol e vôlei, mencionados por 54% dos pesquisados. Ginástica Olímpica foi citada por 58%.

Açúcar e afeto. Dira Paes está na 2ª fase da novela Velho Chico e logo há de se envolver com Bento (Irandhir Santos). Aqui, ela posa com a doce Chica Xavier, que participa de Mulheres no Poder, filme protagonizado por Dira, que tem estreia prevista para 12 de maio.

A presença de ingleses no Brasil do século 16 é o foco da série Anthony Knivet: Um Olhar Aventureiro sobre a Colonização do Brasil (foto), coprodução entre a Indiana Produções e a TV Escola, canal do Ministério da Educação, que estreia nesta segunda, 18, às 22h, pela própria TV Escola.
São dois episódios e um documentário, com base no livro As Incríveis Aventuras e Estranhos Infortúnios de Anthony Knivet, diário de viagem do jovem inglês, que saiu de seu país para dar a volta ao mundo, mas foi capturado por portugueses e se tornou escravo do governador Salvador Correia de Sá, no Rio de Janeiro. 
Lilia Moritz Schwarcz, antropóloga e autora do livro Brasil: Uma Biografia (Cia. das Letras) comanda Entrevista – 18 esquinas para chegar ao Brasil, novo programa do Canal Futura, pautado pelo debate político. Estreia nesta 2.ª, 18, às 20h30.
Roberto DaMatta, Antônio Nóbrega, Jean Wyllys, Hermano Vianna e Eduardo Giannetti estão entre os entrevistados.
Marina Person, Bruno Wainer, Fabiano Gullane e Rubens Ewald já estão definidos no júri do 1.º Festival de Curtas do TNT. Mais um nome, a definir, se juntará ao quarteto. Inscrições abertas a partir de segunda, no site do canal.
Globo, Record, Band e seus respectivos canais de notícias, mais Cultura e TV Brasil prometem plantão permanente em torno da votação do impeachment, hoje, 16.
A exceção das exceções será a “TV mais feliz do Brasil”. Flashes serão exibidos ao longo do dia, mas a grade não será alterada. Na hora em que o Congresso estiver decidindo o futuro do País, o SBT estará exibindo uma visita de Eliana à casa de Amado Batista.
Aos súditos, Silvio Santos explicou que não quer dar a impressão de estar contra ou a favor do impeachment. Mas, ao fim do dia, Roberto Cabrini fará seu Conexão Repórter ao vivo, sobre o assunto.
4,8 milhões
de acessos, em um único dia, é o novo recorde do Porta dos Fundos, batido na 2ª feira, 11, quando entrou no ar ‘Reunião de Emergência 3 – Delação 2’, que zomba de militâncias

Taís Araújo NO TWITTER

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.