TV cubana apresenta série sobre tentativas de assassinar Fidel

A televisão estatal cubana começou a transmitir nesta semana um documentário sobre as tentativas de assassinato contra o líder Fidel Castro, que, segundo o governo, esteve na mira da Agência Central de Inteligência desde 1959.

REUTERS

11 de março de 2010 | 17h36

"Ele que deve viver", uma série produzida pelos estúdios cinematográficos do Ministério do Interior, recria em oito capítulos algumas das mais de 600 tentativas de atentados que o governo diz que foram planejadas contra a vida de Fidel em quase meio século.

"A máfia não pôde com Fidel. Nem a CIA, nem os contrarrevolucionários, nem o terrorista Posada Carriles. A cifra é astronômica, um recorde mundial: 638 operações, conspirações falidas ou magnicídios abortados", disseram emissoras locais ao anunciar a série.

Cuba argumenta que Fidel Castro, de 83 anos e afastado do poder desde julho de 2006 por causa de uma doença, é um "sobrevivente de uma caçada colossal".

Fontes de inteligência cubana disseram que é impossível determinar quantos atentados foram preparados pela CIA, nem quantos foram planejados com seu consentimento por mafiosos ou grupos violentos de cubanos exilados.

(Reportagem de Rosa Tania Valdés)

Tudo o que sabemos sobre:
TVCUBASERIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.