Thatiana é eliminada do BBB 8 com 70% dos votos

A modelo Gyselle continua na casa, que deve ter final daqui uma semana

Da redação,

18 de março de 2008 | 23h08

A professora Thatiana perdeu a disputa com a modelo Gyselle, no paredão desta terça-feira, 18, e foi eliminada na reta final do Big Brother Brasil 8, da TV Globo. Thatiana recebeu 70% dos votos do público para deixar a casa; Gyselle ficou com os outros 30%.   "Valeu cada segundo, cada sorriso, cada choro", disse a professora ao sair do confinamento. Ela deixou o namorado Marcos na casa, que, emocionado, carregou as malas de Thati até a porta. Ela foi indicada para a berlinda pelo líder Rafinha, no domingo, e Gyselle foi ao paredão pela votação da casa, com votos de Natália, Marcos e da própria Thatiana. Foi o quarto paredão de Gyselle, e também de Thati.   O relacionamento com Marcos foi criticado pelo médico Marcelo, eliminado na semana passada. Após uma discussão com Marcelo, ao final de uma festa, a professora acabou revelando – para o namorado e para todo o Brasil – que já havia beijado mulheres. Thati, assim como outros companheiros de confinamento, costumava beber bastante durante as festas oferecidas pela produção do BBB.   Ao final de uma das festas, a brasiliense deu "show", mostrando partes do bumbum para os garotos na frente do namorado Marcos. O vídeo foi um dos mais acessados da internet na semana.   Agora, apenas quatro dos 14 participantes que iniciaram o jogo continuam confinados. A emissora divulgou que a final do programa, na próxima terça, 25, será entre apenas dois jogadores. Nesta quinta haverá uma nova prova do líder. Na sexta-feira, sem que os confinados saibam antecipadamente, se formará um novo paredão – e mais um concorrente deixará o programa no sábado. Depois, os três que restarem disputarão uma prova e o vencedor garantirá vaga na final. Os outros dois disputarão um paredão no domingo.   Texto alterado às 23h42 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
Big BrotherTelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.