João Cotta/TV Globo
João Cotta/TV Globo

Tendência: Formato de talk-show se consolida novamente na TV brasileira

Quatro apresentadores, de programas da TV aberta e fechada, personalizam o formato, para sair do lugar-comum de um jeito de fazer entrevista que ficou tão popular com Jô Soares

Adriana Del Ré, O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2017 | 06h01

Enquanto Marcelo Adnet se afasta ainda mais do gênero talk-show na nova temporada de Adnight, agora Adnight Show – apesar de manter o bate-papo com os convidados –, ao menos, quatro apresentadores, de programas da TV aberta e fechada, personalizam o formato, para sair do lugar-comum de um jeito de fazer entrevista que ficou tão popular com Jô Soares e mestres do ramo, como o americano David Letterman. 

Substituindo Jô Soares no horário, Pedro Bial estreou em maio seu Conversa Com Bial, na Globo, com um ritmo mais solto em relação a seu antecessor. Os elementos mais tradicionais de um talk-show estão lá, mas o formato ganhou dinamismo ao Bial contar com mais de um convidado no programa para debater o tema da vez.

Ele estreou entrevistando a ministra Cármen Lúcia e a atriz Fernanda Torres, ainda muito contido, tímido até. Mas, com o tempo e com os novos entrevistados, Bial encontrou seu estilo e se mostrou mais seguro no comando da atração. 

A seriedade do jornalista experiente ainda está arraigado na forma como ele conduz as conversas, mas ele já relaxa mais para participar de situações mais engraçadas com seus convidados. O programa tem rendido boas entrevistas e boa interação entre apresentador e entrevistados.

+++ 'Temos de incentivar a arte e não apedrejar quem a faz', diz Adnet, que volta com o 'Adnight Show'

Conversa Com Bial vai naturalmente na contramão dos outros três talk-shows de destaque na TV brasileira, que trazem como apresentadores humoristas. Danilo Gentili comanda o The Noite, no SBT, e Fábio Porchat está à frente do Programa do Porchat, na Record.

Ao contrário de Bial, que tem todas as estrelas da Globo à sua disposição, Gentili e Porchat nem sempre conseguem contar com grandes artistas, mas, vez por outra, levam um ‘nomão’ para o sofá de seus programas, como Gentili, que entrevistou o ex-Oasis Noel Gallagher na última quarta-feira. 

O programa Lady Night, de Tatá Werneck, no Multishow, segue o mesmo caminho do humor, mas numa frequência diferente – e bem mais, digamos, acelerada – que seus colegas Porchat e Gentili. O programa, que está na segunda temporada, tem como trunfo o ritmo frenético de Tatá, que improvisa muita bem e surpreende com excelentes sacadas durante suas entrevistas.

Ela literalmente desconstrói os convidados diante do público. E como não rolar de rir no quadro Entrevista com Especialista, em que Tatá fica de frente para o especialista de alguma área e faz as perguntas mais absurdas. Tatá Werneck está com tudo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.