'Tempos Modernos': São Paulo antes do Projac

Enquanto a cenografia reproduz a São João no Rio, Globo grava cenas na cidade original

Alline Dauroiz, O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2009 | 16h00

.

Quando uma novela ambientada em São Paulo é anunciada, é comum que se diga que a cidade será retratada de forma nunca antes vista na TV. Com Tempos Modernos, próxima trama das 7 da Globo, a história não é diferente. "Nossa proposta é fazer uma São Paulo quente", explica o diretor-geral José Luiz Villamarim, em um intervalo de uma gravação que o Estado acompanhou na última terça-feira, no Edifício Grande São Paulo, no Vale do Anhangabaú. "Desde que vi essa luz amarela (das lâmpadas incandescentes do centro, à noite), que dá um ar parisiense, pensei que São Paulo não poderia ser retratada como sempre, cinza."

 

Veja também

mais imagens Galeria com outras fotos do making of de 'Tempos Modernos'

 

Com previsão de estrear na segunda semana de janeiro, a novela se passa na capital paulista, em um prédio do centro que, por dentro, é ultramoderno e cheio de câmeras. Do lado de fora, as cenas acontecem no Vale do Anhangabaú, no Viaduto do Chá, na Avenida São João, na Galeria do Rock e outros cartões postais do centro que desde o dia 2 de outubro até esta terça-feira servem de set e serão, inclusive, reproduzidos no Projac.

 

Inspirada no clássico de Shakespeare Rei Lear, a trama também terá um pai, Leal (Antonio Fagundes), que divide seu reino – no caso, o edifício Titã – com suas três filhas: Goretti (Regiane Alves), Regene (Viviane Pasmanter) e a preferida, Nelinha, vivida por Fernanda Vasconcellos – que pela terceira vez fará par romântico com Thiago Rodrigues.

 

HAJA FÔLEGO – Ao som de 'Fake Plastic Trees', do Radiohead, canção que o diretor José Luiz Villamarim colocou só para "dar um clima", Fernanda Vasconcellos e Thiago Rodrigues gravam o primeiro beijo de seus personagens Nelinha e Zeca – primeiro beijo que durou horas, já que a cena, por ser gravada de muitos ângulos, foi repetida inúmeras vezes, das 16h30 às 19 horas

 

A DAMA E O VAGABUNDO – José Luiz ensaia a cena que Regene (Viviane Pasmanter) dá um soco no ex-marido, Portinho (Felipe Camargo). Perua até o último fio loiro de cabelo, Regene se veste de dourado só para encontrar o ex no terraço do Ed. Grande São Paulo. Foi no Observatório do Rio que Felipe estudou astronomia para viver o astrônomo avoado, largado pela mulher

 

ATRIZ SOFRE – Com variações de humor da personagem, Fernanda tenta manter a concentração e recusa colírio nas várias vezes que tem de chorar

 

BRONZE – Oito quilos mais magra, de cabelos pretos e franja, Fernanda diz ter combinado com Antonio Fagundes, seu pai na novela, para manterem o bronzeado dos personagens, já que o ator adora sol

 

HI-TECH – Viviane ensaia o texto, para a cena, captada por uma câmera em um carrinho de controle remoto, simulando as "baratinhas" que vigiam os moradores do Titã

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.