Saul Loeb/AFP
Saul Loeb/AFP

Ted Turner, magnata fundador da CNN, revela que luta contra a demência

Aos 79 anos, o bilionário americano revelou que luta contra a demência de Corpos de Lewy, doença neurodegenerativa que altera a memória, o movimento e o comportamento

AFP

29 Setembro 2018 | 18h20

O bilionário americano Ted Turner, fundador da rede CNN, revelou que luta contra a demência de Corpos de Lewy, uma doença neurodegenerativa que altera a memória, o estado de ânimo, o movimento e o comportamento.

Em uma entrevista que será exibida no domingo pelo canal CBS, Turner, 79 anos, fala sobre sua batalha e inclusive teve dificuldades para recordar o nome da doença.

"É um caso mais leve do que as pessoas têm como Alzheimer. É similar a isso, mas não é tão severo. O Alzheimer é fatal", disse Turner, em trechos da entrevista antecipados pela emissora.

"Graças a Deus não tenho isso (Alzheimer). Mas também tenho, digamos, esta que... não recordo o nome", disse Turner, também conhecido por seu famoso casamento de uma década com a atriz Jane Fonda.

Documentário repassa a história de Jane Fonda na HBO 

Finalmente, o empresário afirma: "Demência. Não posso recordar qual é a minha doença".

A demência de Corpos de Lewy, que entre outros sintomas provoca o cansaço físico e uma memória frágil, afeta 1,5 milhão de americanos. O comediante Robin Williams teve a doença antes de cometer suicídio em 2014.

Em 1980, Turner lançou a CNN, o primeiro canal de notícias 24 horas no ar, como parte do império Turner Broadcasting, revolucionando assim a forma como os Estados Unidos e o mundo recebiam as informações. A Turner Broadcasting System anunciou uma fusão com a Time Warner em 1996.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.