Canal AXN
Canal AXN

Sombria, série ‘Absentia’ elege uma anti-heroína

A atriz Stana Katic fala de seu papel, uma policial que desaparece após se envolver na caçada a um serial killer

Etienne Jacintho, Especial para O Estado de S. Paulo

23 de julho de 2018 | 06h00

Absentia, que estreou no canal AXN, não é uma série policial tradicional. Tampouco sua protagonista é uma heroína clássica. “Emily Byrnes é uma sobrevivente, antes de ser uma agente do FBI”, fala Stana Katic, atriz canadense, filha de pai sérvio e mãe croata. Por telefone, ela conversou com o Estado sobre seu novo trabalho. Após oito anos vivendo a agente Kate Beckett no drama romântico Castle, Stana escolheu um papel completamente diferente para voltar ao batente. Por mais que ela ainda seja uma policial, desta vez, ela usará seu uniforme por pouco tempo. 

Filmado na Bulgária e seguindo a tendência das séries europeias, Absentia tem um ar sombrio e cenas de extrema violência física e psicológica. “Estava procurando algo que fosse um desafio”, conta Stana. “Esse roteiro apareceu e me pareceu a coisa certa, pois é um thriller emocionante”. 

Stana conta que recebeu muitas propostas depois do sucesso de Castle, mas, quando leu o roteiro de Absentia, logo pensou: “Sim, quero mergulhar mais nisso.” O interesse veio pelo fato de sua personagem, Emily, ser uma anti-heroína. A série acompanha a história desta agente do FBI, que desaparece após se envolver na caçada a um serial killer. Passados seis anos, o criminoso é julgado e preso pelo assassinato dela, mesmo com o corpo ausente – o tal “in absentia” do título. Corta a cena e vemos Emily torturada em uma espécie de aquário. Na sequência, o ex-marido dela, Nick Durant (Patrick Heusinger), recebe um telefonema no meio da noite e lá se vai o moço ao resgate.

Até aí, nada de novo, certo? Há o policial boa-pinta, o bandido mau, a mocinha em perigo... Só que essa mocinha não levará esse título adiante por muito tempo. Quando retorna, Emily tem de lutar para se adequar a um mundo que sobreviveu seis anos sem ela. O marido se casou novamente; o filho que era um bebê cresceu e foi criado por uma madrasta que ele considera uma mãe; os familiares sofreram transformações profundas após o sumiço. “Ao voltar da morte, ela mexe com a vida de todo mundo. Tudo o que existiu nesses seis anos morre”, revela a atriz.

Quando tudo parece caminhar bem, uma nova reviravolta atinge a personagem. De vítima, ela se torna a principal suspeita de uma nova série de assassinatos que imitam o modus operandi de seu possível algoz. Absentia vai ao ar às segundas-feiras, às 22 horas.

 

Mais conteúdo sobre:
série e seriado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.