Felipe Rau/ Estadão
Felipe Rau/ Estadão

Sob aplausos, corpo de Gugu é sepultado no cemitério Gethsêmani

Apesar da expectativa, o apresentador Silvio Santos não compareceu ao velório nem ao enterro do pupilo, mas mandou uma coroa de flores

Maiara Santiago, O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2019 | 09h21
Atualizado 30 de novembro de 2019 | 23h45

Exatamente às 12h e 9 minutos o corpo de Gugu Liberato foi sepultado. A grande multidão que estava presente no local entoou cantos religiosos enquanto gritava frases como "Gugu eu já disse que te amo hoje?". Parentes da família também pediram aplausos de todos os presentes.

A família deixou o cemitério por volta das 13 horas e recebeu uma calorosa salva de palmas dos fãs que ficaram até os momentos finais do enterro. "Maria guerreira", gritaram o fãs e um pequeno tumulto se iniciou próximo às vans que aguardavam pelo embarque dos parentes de Gugu. Em sequência, a multidão começou a se dispersar e deixar o local.

A cerimônia foi rápida, porém cercada de muita emoção. Um padre rezou brevemente com a família e todos os presentes, dentre eles, o apresentador Ronnie Von. A mãe de Gugu permaneceu sentada durante toda a cerimônia e os fãs não pararam de dizer palavras de apoio a Dona Maria, de 90 anos.

Coroas de flores, todas vindas da Alesp, foram trazidas até o local e colocadas no local do sepultamento, que ocorreu no jazigo da família. Assessores também recolheram flores e cartazes, com a promessa de levá-los aos parentes de Gugu. 

Apesar de muita expectativa por parte de todos, o apresentador Silvio Santos não foi ao velório nem mesmo ao enterro de seu pupilo, mas mandou uma coroa de flores.  Representando a família, Silvia Abravanel, filha de Silvio, esteve no velório e disse que era uma grande perda para a família, que o conheceu quando tinha 12 anos. “Conheci o Augusto, o Gugu, quando tinha 12 anos. A amizade de irmão não acaba mesmo quando mudou de emissora. Ele podia ter ido morar na China que o amor seria o mesmo. É uma grande perda para nossa família”, disse Silvia. Também esteve presente o ator e cantor Tiago Abravanel, sobrinho de Silvio, com sua mãe Cintia. 

O velório

O velório do apresentaor foi realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), começando na manhã de quinta e terminando nesta sexta-feira, 21. 

Os familiares do apresentador, que morreu na sexta-feira, 22, aos 60 anos, permaneceram na Alesp por volta das 8h30 e seguiram direto ao salão onde acontece o velório. Apesar de não terem parado para falar com a imprensa e os fãs, eles acenaram e agradeceram o apoio. João Augusto, de 18 anos, subiu abraçado com a assessora Esther Rocha.

E as homenagens continuaram. Ubiratã Jeremias, diretor da Associação de Taxistas do Brasil, foi um dos que compareceram cedo ao local. "Gugu sempre apoiou os taxistas, por isso estamos aqui fazendo essa homenagem. Por meio do quadro 'Táxi do Gugu', ele deu voz à uma categoria que presta serviços há 60 anos, mas que ainda é muito esquecida pelas pessoas".

Ele também prometeram uma homenagem grandiosa ao apresentador. "Ao menos 300 taxistas vão seguir o cortejo até o cemitério Gethsemani". Eles também fizeram uma grande faixa, pendurada no alambrado da rampa da Alesp, onde se lê: Taxistas de SP e do Brasil agradecem o carinho que Gugu Liberato sempre teve com a categoria". Como agradecimento pelo apoio, a família permitiu que um taxista já selecionado acompanhe o comboio.

"Ninguém que está na fila vai ficar sem dar um último adeus ao Gugu", explicou Esther. O que vamos fazer é um cálculo aproximado de tempo e fechar a fila assim que percebemos que a quantidade de pessoas pode atrasar esse prazo das 10 horas da manhã. Depois de fechada, a orientação a todos será acompanhar a saída do corpo pela Avenida Pedro Álvares Cabral", explica.

O cortejo passou pela Avenida Brasil, Rebouças, Francisco Morato, Rua Manoel Jacinto e Rua Dr Silvio Dante Bertacci.

Já o cálculo de presentes, segundo novas informações, "será feito pela assessoria da própria Alesp, com base no número de pessoas e tempo de permanência no local", explicou o tenente da Polícia Militar Jose Antonio Maciel Neto. Ele também confirmou que a movimentação de fãs seguiu intensa por toda a madrugada, cessando apenas por volta das duas horas da madrugada.

Ainda na quinta, fãs disseram que o tempo de espera girava em torno de pelo menos três horas. Circula na internet a informação de que a fila chegou a alcançar um quilômetro, CET não confirma.

Grandes personalidades da TV vieram ontem, 28, cumprimentar a família do apresentador. Entre os nomes estavam Ana Hickmann, Eliana, Celso Portiolli, Rodrigo Faro, Sabrina Sato, Marcelo de Oliveira e Liminha. O governador João Doria também passou pelo local.

A morte de Gugu

O apresentador Gugu Liberato morreu na sexta-feira, 22, aos 60 anos, em Orlando, na Flórida, onde tinha uma residência. Ele havia sido internado em um hospital após sofrer um acidente na casa onde mora. Segundo comunicado divulgado por sua assessoria de imprensa, Gugu sofreu o acidente na quarta-feira, 20. 

Ele caiu de uma altura de quatro metros quando fazia um reparo no ar-condicionado no sótão da casa. De acordo com a nota, foi prontamente socorrido por uma equipe de resgate e admitido no Orlando Health Medical Center.

Os exames iniciais constataram sangramento intracraniano. "Em virtude da gravidade neurológica, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação foi constatada a ausência de atividade cerebral", observa o texto.

A morte encefálica foi confirmada pelo Professor Dr. Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família, que após ver as imagens dos exames em detalhes, confirmou a irreversibilidade do quadro clínico diante da mãe do apresentador Maria do Céu, dos irmãos Amandio Augusto e Aparecida Liberato, e da mãe de seus filhos, Rose Miriam Di Matteo.

O apresentador deixa a esposa e três filhos, João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sophia, de 15.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Gugu Liberatotelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.