Reprodução
Reprodução

Sexta temporada de 'Game of Thrones' mostra luz no fim do túnel

Seis anos depois da estreia, já à frente da história dos livros, produção passa a indicar os possíveis desfechos

Pedro Antunes, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2016 | 16h00

A sofrência pode estar próxima do fim. Enfim, os protagonistas (aqueles que restaram com vida, ou algo parecido com isso, evidentemente) de Game of Thrones são capazes de enxergar uma luz no fim do túnel sangrento e perigoso arquitetado por George R.R. Martin, criador da série de livros que inspira o seriado da HBO. 

A sexta temporada, finalizada neste domingo, 26, é disparado aquela com o saldo mais positivo para a família considerada a central da trama, os Starks, cuja paz foi abalada com a chegada da família real ao seu castelo no primeiro episódio da temporada de estreia e, desde então, perdeu seus patriarca, matriarca e dois dos seis filhos. 

Dois dos Starks estão juntos novamente. O bastardo Jon Snow, ressuscitado no início da atual temporada, e a irmã Sansa foram capazes de recuperar Winterfell, o castelo da sua família. Para trazer mais luz ao vigoroso inverno que se aproxima, o vilão mais detestável da temporada (Ramsay Bolton) também já está morto. Até mesmo Arya Stark, a jovem que testemunhou o assassinato do pai, viu o corpo do irmão decapitado e sobreviveu a outras tantas atrocidades,     também deixou o continente de Essos (no oriente do mundo de Game of Thrones) e promete voltar para casa com alguns truques a mais na manga depois do treinamento para se tornar uma assassina. 

Até mesmo o martírio pelo qual Daenerys Targaryen tem passado desde o início da sua jornada parece estar próximo do fim. E ela também está prestes a voltar para Westeros e retomar aquilo que lhe pertence por direito – o trono, no caso. Ao que parece, o inverno pode até estar próximo, mas a primavera virá mais rápido do que se imaginava. 

Tudo o que sabemos sobre:
Game Of ThronesTelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.