Cartoon Network
Cartoon Network

Série ‘Ursos Sem Curso’ diverte com novos episódios no Cartoon

Animação mostra as novas aventuras dos irmãos ursos

Adriana Del Ré, O Estado de S.Paulo

01 Abril 2017 | 16h45

Eles são três irmãos ursos, mas muito diferentes entre si. Fisicamente e na maneira de ser. Pardo gosta de videogame, é o mais velho, protetor dos outros dois e que, por ser o condutor da turma, não raro coloca todos em confusão. Panda é o mais romântico e adora redes sociais. Mais novo, Polar sabe cozinhar, é de poucas palavras, fala na terceira pessoa quando se refere a ele – e esse jeito dele meio excêntrico o torna muito carismático. Assim, não se iluda pela aparência deles: são figurinhas complexas recobertas por uma macia pelugem. De parecido entre eles? Só mesmo a fofice do trio, que, de tão unido, anda empilhado, um em cima do outro, como uma escada multicolorida. 

Estrelada por Pardo, Panda e Polar, a série de desenho animado Ursos Sem Curso, do Cartoon Network, está na segunda temporada – e o canal exibe novos episódios até final de maio, sempre às segundas, às 20h. Com o título original de We Bare Bears (Nós Carregamos Ursos, em livre tradução), conquistou uma ampla faixa etária de fãs, de crianças a adultos, a exemplo de outras produções do canal. E por que esses personagens também agradam a adolescentes e adultos? “O Cartoon nos dá muita liberdade de fazer uma série que achamos engraçada”, diz o criador de Ursos Sem Curso, o americano Daniel Chong, ao Estado. “Não temos de fazer exclusivamente para elas (crianças).” Mas o público infantil acaba sendo um filtro para ele e sua equipe de o quanto a história está engraçada e confiável, explica Chong.

Artista californiano, Chong trabalhou em grandes empresas, como Pixar, Walt Disney Animation Studios e Nickelodeon. E, em sua passagem pela Pixar, ajudou na criação de especiais do Toy Story: Toy Story of Terror, em 2013; e Toy Story That Time Forgot, em 2014. Os primeiros traços dos ursos começaram a surgir por acaso, quando Daniel Chong tentava distrair a sobrinha da namorada em uma livraria. Ele criou a webcomic The Three Bare Bears, que estreou em 2009 e, mais tarde, deu origem à série no Cartoon Network. 

E alguém teria inspirado Chong a criar esses três irmãos? “Os ursos são tipo eu em diferentes maneiras”, ele responde. Chong acha que Polar (Ice Bear, em inglês) é um pouco a sua mãe e conta que tem dois melhores amigos do colégio que fazem coisas similares a seus personagens. Assim, nenhum dos três chega a ser uma referência direta a um ou outro que o criador da série conheça, mas um misto de elementos que ele vê a seu redor, no seu círculo de relacionamento.

A história da série se passa na Califórnia, na Baía de São Francisco. Ursos falantes, os três moram numa caverna, mas convivem com o ser humano. Na realidade, eles querem se integrar às pessoas e serem integrados por elas. Chong conta que sempre teve os ursos como personagens em quadrinhos e que, quando criou a série de TV, precisou entender o contexto em que eles pertenceriam no mundo. Ele já achava engraçado, estranho até, quando os ursos já interagiam com as pessoas no ambiente dos comics. “Então, para mim, isso se tornou muito natural imaginar.”

E ele arriscaria dizer qual dos três ursos é o personagem mais popular? “Quando criei essa animação, eu acreditava que o Ice Bear (Polar) ia ser o mais popular, porque ele era esquisito, as pessoas achariam ele um personagem cool. Não sei se ele é o mais popular, mas definitivamente as pessoas amam ele. O Panda, muitas pessoas amam também, porque é tímido. Sempre me preocupei mais com Grizzly (Pardo), porque eu sabia que ele tinha de ser o líder”, analisa Chong. “Mas acho que as pessoas se conectam com ele de uma maneira excelente, então sou orgulhoso por ele ser também um personagem que eu ouço que as pessoas amam.”

Mais conteúdo sobre:
Panda Daniel Pixar Toy Story Califórnia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.