Netflix
Netflix

Série ‘O Marginal’ faz imersão no universo do cárcere

Produção é a principal aposta internacional da Netflix; o elenco é todo extraordinário, mas o destaque é a atriz Martina Gusmán

Pedro Venceslau, O Estado de S. Paulo

03 de agosto de 2019 | 14h15

Sucesso de público e crítica na Argentina, a série O Marginal é a principal aposta internacional da Netflix. A produção do país vizinho faz imersão no universo sujo, pesado e violento do cárcere. O palco da ação é o infame presídio San Onofre, onde está a nata viscosa não peneirada da marginalidade portenha. 

A trama começa com um ex-policial sendo forçado a se infiltrar no presídio para descobrir com a gangue que manda no pedaço o paradeiro da filha de um juiz que foi sequestrada. 

A sobrevivência em San Onofre depende de demonstrações vigorosas de falta de humanidade e compaixão.

A principal marca da série é o realismo. A legenda muitas vezes atrapalha a força dos diálogos. Marginal tem também uma trama policial bem construída, com ingredientes dos melhores filmes de máfia. 

A segunda temporada também está disponível na Netflix e a terceira já foi gravada. A série recua no tempo na 2.ª temporada para mostrar o passado dos personagens. O elenco é todo extraordinário, mas o destaque é a atriz Martina Gusmán, assistente social que é uma flor no pântano do presídio. Martina foi revelada no filme Leonera e hoje é uma das maiores estrelas do cinema argentino. 

Tudo o que sabemos sobre:
Netflixsérie e seriado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.