Reprodução
Reprodução

Série de suspense produzida por Brad Pitt estreia no Netflix

Em 'The Oa', jovem cega que havia desaparecido por sete anos volta para casa com a visão recuperada

O Estado de S. Paulo

12 Dezembro 2016 | 17h03

A série original Netflix The OA, que estreará na próxima sexta-feira, 16 de dezembro, vem dos visionários Brit Marling e Zal Batmanglij (Sound of My Voice, The East), que criaram e escreveram juntos esta alucinante odisseia em oito capítulos.

A série começa com uma jovem cega, em torno de seus vinte anos, Prairie Johnson (Brit Marling), que desapareceu, mas que volta à casa na qual cresceu, com a visão recuperada. Alguns a consideram um milagre, outros um mistério perigoso, mas Prairie se recusa a falar sobre seus sete anos desaparecida com seus pais e com o FBI.

Estão também no elenco Emory Cohen (Brooklin, O Lugar Onde Tudo Termina), Scott Wilson (The Walking Dead, Retratos de Família), Phyllis Smith (The Office), Jason Isaacs (Harry Potter, Corações de Ferro, Dig), Alice Krige (Jornada nas Estrelas: Primeiro Contato, Terror em Silent Hill), Patrick Gibson (The Tudors), Brendan Meyer (Mr. Young, O Hóspede) e em sua estreia, Ian Alexander e Brandon Perea.

Marling é a protagonista da série e Batmanglij dirige todos os episódios. Brad Pitt, Dede Gardner, Jeremy Kleiner e Sarah Esberg, da Plan B (produtora indicada ao Oscar por 12 Anos de Escravidão) e Michael Sugar, da Anonymous Content (True Detective, The Knick) são os produtores executivos da séries junto a Marling e Batmanglij. The OA é uma produção da Netflix.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.