Seriado 'Mad Men' pode fazer história nos prêmios Emmy

Atração é a favorita para ganhar o troféu de Melhor Seriado Dramático; premiação acontece no domingo

Steve Gorman, da Reuters,

19 de setembro de 2008 | 11h56

Os executivos fumantes inveterados, beberrões e mulherengos de Mad Men podem fazer história no Emmy quando os prêmios mais importantes da televisão americana forem entregues, neste domingo, 21. Aclamado pela crítica, o seriado da AMC ambientado na Madison Avenue, Nova York, no início dos anos 1960, é o favorito absoluto para ganhar o troféu de melhor seriado dramático este ano. Se isso acontecer, Mad Men se tornará o primeiro seriado de uma rede a cabo que não é a HBO a receber o desejado troféu de Melhor Drama, marcando uma virada nos 60 anos de história do Emmy e na própria televisão americana do horário nobre.   Mas a HBO ainda é uma força poderosa no Emmy, tanto que seu retrato biográfico John Adams pode empatar ou superar o recorde de 11 Emmys para uma minissérie, alcançado em 2004 pela adaptação feita pela própria HBO da peça premiada com o Pulitzer Angels in America. Enquanto isso, a televisão aberta ainda domina entre as sitcoms, graças a 30 Rock, o programa dentro de um programa da NBC, que é visto como aposta certeira para o Emmy de Melhor Seriado Cômico pelo segundo ano consecutivo. Quatro outros candidatos nessa categoria são vistos como tendo relativamente poucas chances: Two and a Half Men, da CBS, The Office, da NBC, que venceu em 2006, e duas comédias da HBO, Curb Your Enthusiasm e Entourage. No lado dramático, dois seriados a cabo que não são da HBO acompanharam Mad Men, sendo indicadas para melhor drama: o drama jurídico Damages, da FX, e a saga sobre um serial killer Dexter, da Showtime. Completam os concorrentes três séries da TV aberta: Boston Legal (ABC), House (Fox) e o vencedor em 2005, Lost (ABC). Mad Men concorre em seis outras categorias. Jon Hamm, que faz Don Draper, o executivo de passado sombrio, é candidato sério ao Emmy de melhor ator num drama, ao lado Hugh Laurie, três vezes indicado no passado por House. Mas este ano o favorito é James Spader, de Boston Legal, que já recebeu o prêmio três vezes no passado. A cinco vezes indicada ao Oscar Glenn Close é vista como vencedora quase certa do Emmy de melhor atriz num drama, por seu papel principal em Damages, seriado pelo qual Ted Danson concorre a melhor ator coadjuvante. Os dois astros de 30 Rock, Tina Fey e Alec Baldwin, podem receber seus primeiros Emmy como atores cômicos pelos papéis de roteirista de um show de variedades na TV e seu chefe egoísta. Fey enfrenta concorrência forte por parte de Christina Applegate, que faz uma jovem com amnésia em Samantha Who?, da ABC.

Tudo o que sabemos sobre:
Emmy'Mad Men'premiaçãoseriados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.