Netflix
Netflix

Segunda temporada de ‘Samantha!’ oferece um pouco de humor para dias difíceis

Primeira produção brasileira do gênero na Netflix, 'Samatha' estreia segunda temporada no dia 19 de abril

Eduardo Gayer, Especial para O Estado de S. Paulo

12 de abril de 2019 | 03h00

Uma ex-celebridade sedenta por voltar aos holofotes, um ex-jogador de futebol recém-saído da prisão, dois pré-adolescentes e uma sogra enxerida. São esses os principais personagens de Samantha! (assim mesmo, com ponto de exclamação), o primeiro humor brasileiro produzido pela Netflix. A proposta da série, contudo, vai além do simples entretenimento. “Não é riso pelo riso. Há críticas, ironias, e uma identificação das pessoas com elas”, diz Emanuelle Araújo, em entrevista concedida ao Estado. “O humor pode ser a chave para a reinvenção de um país que vive momentos dramáticos”, completa.

Emanuelle vive a protagonista título Samantha, cantora que, na ficção, liderou um grupo musical infantil nos anos 80, a Turminha Plimplom, mas que perdeu a fama quando cresceu. Desde a primeira temporada, a internet tem comparado o enredo da série com a vida da cantora Simony, que também fazia parte de um grupo musical infantil nos anos 80, A Turma do Balão Mágico, e foi casada com o rapper Afro-x, que, tal qual na série, teve passagem pela prisão. A equipe de Samantha! nega inspiração direta; e Simony nunca comentou o caso.

Seja como for, além da luta incessante para retomar o estrelato, os novos episódios da segunda temporada trazem outro desafio à ex-celebridade: impedir que o livro Samonstra, biografia não autorizada com podres da carreira, escrita pelos antigos colegas de banda, vire filme. “Quem gostou da primeira temporada vai ter, na segunda, um aprofundamento do psicológico das personagens”, resume Emanuelle.

Uma cena querida pelo elenco é a participação da artista frustrada na reunião de pais e mestres da escola dos filhos. Tentando se provar madura – e em busca de atenção, é claro –, a protagonista subverte a lógica do momento, libertando pais cheio de culpas das imposições de uma escola cheia de regras. “É tudo hipérbole, mas é como a gente se sente em reuniões demoradas”, conta, aos risos, Zezeh Barbosa, que interpreta a sogra Socorro, novidade da nova temporada. “Ela pega os padrões politicamente corretos e chuta o balde!”, diz Emanuelle.

Os atores da série não sentiram dificuldades em ‘reviver’ seus papéis para gravar os novos episódios, quase um ano depois das filmagens da primeira temporada. Douglas Silva, que interpreta Dodói, marido de Samantha, sabia onde buscar as emoções de seu personagem. “Já estava dentro de mim”, afirma. Emanuelle Araújo também não teve problemas, pois vê sua personagem como uma espécie de entidade. “Parece que ela existe. A Netflix criou um perfil no Instagram para Samantha – e eu vou lá, curto e comento!”, conta, aos risos.

A segunda temporada de Samantha! estreia na Netflix na próxima sexta-feira, 19 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.