Kirsty Wigglesworth/AP
Kirsty Wigglesworth/AP

Sean Penn diz que Charlie Sheen visitará o Haiti

Washington, 5 mar (EFE).- O ator Sean Penn indicou neste sábado que a viagem de seu colega e amigo Charlie Sheen ao Haiti poderia "ajudar tanto o país caribenho como ele mesmo", em referência a seus problemas com o álcool e as drogas.

EFE,

05 de março de 2011 | 14h40

Em comunicado divulgado neste sábado, Penn explicou que "sua energia, inteligência e paixão poderiam ajudar tanto o Haiti como ele mesmo, assim como acontece com todos os que conhecem de perto a luta do povo haitiano".

As declarações de Penn ocorreram depois que Charlie Sheen, de 45 anos, disse na sexta-feira em entrevista que "está muito excitado porque sua visita pode atrair a atenção do mundo ao Haiti", mas não informou a data de sua possível visita.

Sheen, o ator mais bem pago da televisão americana, tem sido um dos assuntos mais badalados pela mídia devido aos seus problemas com o álcool e as drogas, que o levaram a um centro de desintoxicação, e provocaram o cancelamento da popular série de televisão Two and a Half Men, protagonizado por ele.

Veja também:

link Em entrevista confusa, Charlie Sheen diz que série vai voltar

link Charlie Sheen alcança 1 milhão de seguidores no Twitter em um dia

link Juiz proíbe Charlie Sheen de se aproximar de filhos e ex-mulher

"Charlie é uma das poucas pessoas públicas que não podem ser acusadas de utilizar os meios de comunicação em benefício próprio", acrescentou Penn.

Sean Penn, ganhador de dois Oscar por seus papéis em "Sobre Meninos e Lobos" (2003) e "Milk-A Voz da Igualdade" (2008), fundou uma organização de ajuda ao Haiti em 2010 e, desde então, se dedica a conseguir financiamento e ajuda para o país caribenho.

Tudo o que sabemos sobre:
Sean PennCharlie Sheen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.