João B. da Silva / SBT / Divulgação
João B. da Silva / SBT / Divulgação

SBT: apresentadores e programas marcaram o canal de Silvio Santos

Inaugurado em 19 de agosto de 1981, Sistema Brasileiro de Televisão teve nomes importantes como Hebe Camargo, Gugu Liberato, Jô Soares e o próprio Silvio Santos ao longo de sua história; assista a programas antigos

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2021 | 10h00

O SBT, emissora fundada por Silvio Santos em 1981, completa 40 anos nesta quinta-feira, 19 de agosto. Ao longo da história, o canal, cuja sigla significa Sistema Brasileiro de Televisão, contou com diversos apresentadores e programas marcantes. Relembre alguns abaixo.



 

Silvio Santos

Muitas vezes, o apresentador tem sua imagem mesclada à da própria emissora. Antes da fundação, chegou a apresentarr programas em emissoras como a TV Paulista, Tupi, Record e Globo. No SBT, marcou época com atrações como Programa Silvio Santos, que persiste ao longo das décadas, Topa Tudo Por Dinheiro, Show do Milhão, Em Nome do Amor, entre outros.

 

 

 

Gugu Liberato

Quando morreu, em 2019, Gugu Liberato já estava afastado do SBT há alguns anos, e vinha apresentando reality shows na Record. No passado, porém, ficou mais de 15 anos à frente do Domingo Legal, que chegou a disputar a liderança na audiência das tardes de domingo com Fausto Silva, da Globo, durante um bom tempo. Antes, já havia comandado atrações de gincanas na emissora, e programas marcantes como o Viva a Noite e o Sabadão Sertanejo.

No fim dos anos 1980, chegou a ser apontado por Silvio Santos como seu futuro substituto à frente de parte da programação do SBT, mas o plano jamais chegou a se concretizar, já que o dono da emissora adiou seus planos de aposentadoria.

 

 

 

Hebe Camargo

Com passagens por diversas emissoras desde o início da TV no Brasil, na década de 1950, Hebe Camargo chegou ao SBT em 1986, quando estreou seu sofá na emissora de Silvio Santos. A parceria foi longeva e durou até o fim de 2010, quando a apresentadora decidiu migrar para a RedeTV!, passagem curta e menos lembrada de sua carreira. No ano seguinte à sua estreia na nova casa, foi recontratada pelo SBT. Porém, não houve tempo de a reestreia se concretizar, já que Hebe morreu em 29 de setembro de 2012, aos 83 anos.

 

 

 

Raul Gil

O apresentador do Raul Gil peregrinou por várias emissoras da televisão brasileira, como a Record, Tupi, Manchete e Bandeirantes. No SBT, teve duas passagens. A primeira se deu nos anos 1980, e a mais recente teve início em 2010, quando retornou à emissora de Silvio Santos dando espaço a calouros e a quadros como o tradicional Para Quem Você Tira o Chapéu?.

 

 

 

Eliana

A apresentadora teve duas passagens distintas pela emissora de Silvio Santos. Na primeira, ficou marcada como uma das principais apresentadoras infantis da década de 1990. Com o sucesso, foi contratada pela Record em 1998. Sete anos depois, ainda na emissora de Edir Macedo, mudou de público apresentando o Tudo É Possível, nas tardes dos fins de semana. Desde 2009, voltou para o SBT, onde apresenta o programa Eliana, desta vez para o público adulto. 

 

 

 

Jô Soares

Já consagrado como humorista nos palcos e na televisão, Jô Soares teve a chance de trilhar novos caminhos em sua carreira na década de 1980 na emissora de Silvio Santos, quando comandou o Jô Soares Onze e Meia, seu primeiro programa de entrevistas. No último Programa do Jô, exibido em dezembro de 2016, já pela Globo, o apresentador destacou a importância do SBT para sua carreira: "Antes de qualquer coisa, eu quero agradecer ao Silvio Santos, porque esse programa modificou a minha vida. Foi graças a ele que eu estou aqui até hoje". 

 

 

 

Últimos momentos de Flávio Cavalcanti

Lembrado por seu discurso que juntava conservadorismo e sensacinalismo, Flávio Cavalcanti passou os últimos anos de sua carreira no SBT. Em 22 de maio de 1986, o apresentador do Programa Flávio Cavalcanti (antes chamado de Noite de Gala, Um Instante, Maestro!, A Grande Chance e Boa Noite Brasil) fazia uma entrevista com o então ministro da Previdência Social, Raphael de Almeida Magalhães, quando começou a sentir falta de ar. Era um princípio de enfarte, que fez com que caísse no palco ao vivo, sendo imeadiatamente substituído por Wagner Montes e levado para um hospital, onde morreria quatro dias depois, aos 63 anos de idade.

 

 

 

1º Beijo gay em novelas

A novela Amor e Revolução, exibida pelo SBT em 2011, trouxe o primeiro beijo entre duas pessoas do mesmo sexo em uma novela da TV aberta brasileira. A cena foi protagonizada por Luciana Vendramini (Marcela) e Giselle Tigre (Marina). Assista abaixo.

 

 

 

Libertadores, Copa América e Liga dos Campeões no SBT

Apesar de historicamente não ser lembrado como um canal com grande foco em esportes, o SBT investiu na transmissão de grandes torneios de futebol para sua programação em 2020 e 2021. Na Copa América realizada neste ano, por exemplo, superou a Globo atingindo um recorde de audiência na final do torneio, apesar de ter contado com a pior audiência de uma estreia da seleção brasileira na competição.

 


Em abril de 2021, a emissora de Silvio Santos anunciou que adquiriu os direitos de exibição na TV aberta da Liga dos Campeões da UEFA, principal torneio entre clubes da Europa, até 2024. Desde setembro de 2020, o canal já vinha exibindo a Libertadores da América.

No passado, o SBT chegou a transmitir as Copas do Mundo de 1990, 1994 e 1998, além da Copa América de 1989. A emissora também contou com outros campeonatos ao longo do tempo, como a Copa Mercosul, que teve jogos exibidos pela metade na década de 1990 para privilegiar o Programa do Ratinho (relembre aqui).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.