HBO/ Divulgação
HBO/ Divulgação

Sarah Palin critica filme da 'HBO' sobre eleições americanas de 2008

Ex-candidata à Vice-Presidência pelo partido republicano disse que produção faz campanha para Obama

estadão.com.br,

12 de março de 2012 | 14h58

SÃO PAULO - A ex-governadora do Alasca, Sarah Palin, não está satisfeita com sua representação no filme para a TV Game Change, que remonta a corrida presidencial de John McCain e Palin pelo partido republicano em 2008. Para a política, o filme é campanha para Obama.

 

A atração estreou neste final de semana nos Estados Unidos, quando Palin enviou à rede de televisão ABC nota comentando o filme em que ela e o então candidato à presidência John McCain são interpretados por Julianne Moore e Ed Harris. "Eu acredito que minha família tem outras prioridades e sabe o que realmente importa. Por exemplo, nosso filho ligou do Afeganistão e pareceu bem e isso é o que importa. Ficar à favor do 'Time Obama' de Hollywood não está no topo da minha lista".

 

À Fox, Palin disse ainda que nem ela nem John McCain assistirão ao filme. "Nós discutimos isso e percebemos que mentiras de Hollywood são mentiras de Hollywood. Eles farão que eles podem para  angariar dinheiro para uma máquina pró esquerdista e pró Barack Obama que existe na HBO, que criou esse filme", disse a ex-candidata à Vice-Presidência dos Estados Unidos.

 

"Eu acho que eles deveriam sentir um pouco de culpa e vergonha, porque o filme é baseado em uma narrativa falsa, como você pode ver no trailer", acrescentou.

 

 

O senador John McCain defendeu Palin, alegando que ela é perseguida por Hollywood e que não se arrepende de ela ter sido sua vice nas eleições de 2008. "Eles continuam atacando uma pessoa decente e legal, que é Sarah Palin. Eu a admiro e a respeito, eu tenho orgulho da nossa campanha".

Game Change é baseado em um livro de mesmo nome, que comenta todos os envolvidos na corrida presidencial de 2008, ano em que Obama foi eleito. A caracterização de Julianne Moore está sendo elogiada pela crítica. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.