Romance une ficção e realidade

DVDs - Drama - Longa de Guel Arraes parte de Tristão e Isolda para mostrar as várias faces do amor

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2009 | 00h32

O diretor Guel Arraes passou por duas comédias de sucesso (Auto da Compadecida e Lisbela e o Prisioneiro) até conseguir realizar o filme que sempre desejou fazer: Romance, que a Walt Disney lança agora para venda. Se naqueles dois longas trabalhou com o típico humor nordestino, ele aqui constrói um drama em que o teatro permite unir a ficção com a realidade. Trata-se da história do diretor Pedro (Wagner Moura) e da atriz Ana( Letícia Sabatella) que, casados, criam uma montagem de Tristão e Isolda de enorme sucesso. Tão famoso que Ana vira estrela de novela de TV, o que determina o fim do relacionamento. Mas, depois, ela usa seu prestígio na emissora para chamar Pedro para a direção de um especial que não é outra coisa senão Tristão e Isolda no Nordeste. O trabalho reacende a paixão, mas à base de ciúmes, amorosos e profissionais. Ao contrário dos filmes anteriores, Guel Arraes optou, em Romance, por uma forma mais tradicional de filmar, com menos cortes e mais plano-sequência. O resultado é uma adorável forma de exibir o amor, por meio da vida ou da arte. Destaque ainda para Andréa Beltrão e Vladimir Brichta, perfeitos em papéis menores mas decisivos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.