Divulgação
Divulgação
Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Refém do ibope de novelas, 'JN' cai para 24%

O Jornal Nacional está longe de perder o posto de noticiário mais visto do País, mas seus números nunca foram tão modestos. O programa fechou o mês passado como o março de menor audiência de sua história na Grande São Paulo: a média foi de 24 pontos, segundo o Ibope. Caiu 2 pontos em relação a março de 2013 e não há muito a fazer. "Como sanduíche de duas novelas, ele depende essencialmente da audiência das novelas", atesta o diretor-geral da Globo, Carlos Henrique Schroder. E ambas estão abaixo das expectativas no momento. Além do Horizonte fechou março com 21 pontos e Em Família, com 29. Cada ponto corresponde a 65 mil domicílios.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2014 | 02h08

Gafe. Milton Gonçalves foi apresentado como "Milton Nascimento" em legenda do Jornal Hoje, sábado, por ocasião da morte de José Wilker.

Vadinho. A edição do Jornal Nacional de sábado na web foi modificada, segundo aviso do próprio globo.com, mas a tarja que cobriu as nádegas de José Wilker em cena de Dona Flor lá permaneceu, como na versão da TV. Já a mão de Vadinho apalpando Sônia Braga não sofreu interferência.

Termômetro. É possível quantificar o impacto das emoções da TV no telespectador? A Turner, empresa do Grupo Time Warner, promete apresentar em maio os resultados de uma pesquisa inédita no Brasil, batizada como Emotionology, para medir o quanto o conteúdo de TV mexe com as pessoas.

Termômetro 2. Estudo de neurociência, o trabalho aplicado pela Turner parte da MRI, técnica que mapeia as conexões cerebrais por ressonância magnética. O objetivo foi identificar emoções genuínas e respostas subconscientes do telespectador quando submetidos a conteúdos de filmes e breaks.

E aí...Comeu?, título de filme que agora vira série para o canal Multishow, receberá, na versão para a TV, R$ 3 milhões do Fundo Setorial de Audiovisual (FSA). A produção é da Casé Filmes.

O Fundo Setorial também anuncia, em sua mais recente lista de contemplados, R$ 1,58 milhão para a série que levará à TV, em 26 episódios, o livro de Ignácio de Loyola Brandão, O Menino que Vendia Palavras. Vai ao ar pelo canal Gloob.

Para o Canal Brasil, a série O Som e o Tempo rceberá R$ 950 mil do FSA. Serão oito episódios ficcionais, cada um inspirado em uma canção brasileira de determinada década, a partir de 1930, e dois capítulos documentais.

Salve, Anita. É hoje, às 20h30, que estreia no Canal Brasil a série Retrovisor, em que Paulo Markun entrevista importantes personalidades da História em determinado período de suas vidas. Anita Garibaldi, interpretada por Lucienne Guedes, é a primeira de uma lista de 13.

Tudo o que sabemos sobre:
Cristina Padiglione

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.