BLAD MENEGHEL/DIVULGAÇÃO
BLAD MENEGHEL/DIVULGAÇÃO
Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

RedeTV! adere à dramaturgia por meio de produção independente

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

28 de dezembro de 2015 | 03h00

Entre os canais interessados em realizar rodadas de negócios com produtoras independentes durante o RioContentMarket, evento que reúne executivos de todos os segmentos do audiovisual, no Rio, está a RedeTV! O canal tem interesse em investir em dramaturgia, mirando a coprodução de séries de ficção com episódios de meia hora para adultos. Para a audiência masculina, o foco são séries de comédia e ação. Para elas, a preferência foca a faixa acima dos 40 anos, com dramas femininos.
A parceria de canais de TV com produtoras independentes se estabeleceu e se expandiu graças à TV paga, com ênfase para os últimos quatro anos, quando passou a valer a lei que exige cotas de produção nacional no horário nobre. As leis de incentivo foram se estendendo a brechas que passaram a permitir seu uso também por canais abertos. Todo esse contexto favorece o pagamento da conta para quem produz e para quem exibe. Não é por outro motivo que a Record fechou as portas de seu complexo cenográfico no Rio, o Recnov, e entregou toda a produção de teledramaturgia, incluindo as novelas, à produtora Casablanca.
Na Band, a coprodução também tem sido praxe, e não apenas em programas de formatos estrangeiros. Só para o semestre que vem aí, tem História Não Escrita, que ocupará Dan Stulbach após o fim do CQC, e O Preço, série sobre a onda de sequestros no Rio nos anos 1990 – ambas da Cine Group, com incentivo fiscal da Ancine. Da Galáxia, a Band exibirá a série animada O Homem Cueca, feita com verba do Fundo Setorial do Audiovisual.
Algo em comum. Xuxa e Lady Kate formam uma dupla caipira cheia de gracinhas no programa da loira que vai ao ar hoje, pela Record. Será a primeira cena de Katiuscia Canoro após sua saída da Globo, onde fez o Zorra Total e o Zorra, já reformado. No ar às 22h30.
Felipe Simas, o Jonatas de Totalmente Demais, tem ótima aceitação do público, segundo pesquisas feitas pela Globo. A audiência feminina vê nele o filho e o genro ideais. Fábio Assunção e Humberto Martins também são um afago à plateia de Luluzinhas.
No campo feminino Viviane Pasmanter e Marina Ruy Barbosa são adoradas. Marina, que saiu ligeiramente arranhada de Império – por “roubar o marido da Lilia Cabral”, aos olhos das mulheres – superou aquilo com Elisa, a mocinha da vez.
O último episódio desta temporada de Pé na Cova vai ao ar amanhã. A Globo deve colocar no ar ainda em janeiro a 5.ª e última safra do seriado, com aquelas que são as últimas cenas de Marília Pêra.
14º Prêmio Mário Lago, anunciado ontem no ‘Domingão do Faustão’, foi entregue a Susana Vieira. No ar em ‘A Regra do Jogo’, a atriz completa 45 anos de TV Globo
“Eu tenho medo de uma coisa que se chama desemprego, vocês acreditam? Tenho medo de ficar sem emprego"
Susana Vieira, NO ‘DOMINGÃO DO FAUSTÃO’
"Existem atrizes e existem estrelas: você é uma delas. Raras são as pessoas que saem da TV e caem direto no colo do telespectador"
Jorge Fernando SOBRE SUSANA VIEIRA, NO MESMO DOMINGÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.