Rede dos EUA é criticada por plano de entrega do Globo de Ouro

O plano da rede NBC de produzir,televisionar e lucrar sozinha uma coletiva de imprensa paraanunciar os ganhadores do Globos de Ouro atraiu críticas deespecialistas em mídia, para os quais isso confunde a linha quesepara o jornalismo do entretenimento na TV. "Trata-se de um empreendimento de entretenimento disfarçadocomo notícia", observou na quinta-feira Kelly McBride, líder dogrupo de ética do Instituto Poynter, da Flórida, uma escola semfins lucrativos para jornalismo. "Os responsáveis por umacoletiva de imprensa não costumam lucrar com os comerciais." A coletiva de imprensa incomum para anunciar os vencedoresdo Globo de Ouro, que acontece no domingo, foi organizada àspressas esta semana, depois de os organizadores terem canceladoa cerimônia tradicional em homenagem a artistas de cinema e TV,devido à ameaça de piquetes dos roteiristas em greve contra osgrandes estúdios de Hollywood. Em lugar de um evento de gala de mais de três horas deduração, com estrelas de cinema percorrendo o tapete vermelho erecebendo troféus sobre um palco, o programa deste ano foireduzido a uma hora durante a qual a Associação da ImprensaEstrangeira em Hollywood, responsável pelo Globo de Ouro,anunciará os nomes dos vencedores. Não está prevista a presença de estrelas, e boa parte doprograma transmitido ao vivo pode ser repleto de videoclipesdos indicados e dos vencedores. A NBC ainda não revelou o formato exato do evento, masdisse que será precedido por um especial "Dateline NBC" de duashoras sobre outros Globos de Ouro. O fato de se justapor uma coletiva de imprensatelevisionada com um especial "Dateline" permitirá à NBCconservar alguma aparência do evento de premiação que nosúltimos anos vinha gerando entre 15 milhões e 20 milhões dedólares de receita publicitária. A divisão de entretenimento da rede normalmente paga cercade 6 milhões de dólares à Associação da Imprensa Estrangeira emHollywood pelos direitos sobre o show. Como o evento agora seráproduzido pela NBC News, a Associação concordou em abrir mãodesse valor. Mas a NBC informou que, mesmo assim, vai vender tempo deanúncios nos intervalos da coletiva de imprensa e do especial"Dateline".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.