BIA LAFEVRE/DIVULGAÇÃO
BIA LAFEVRE/DIVULGAÇÃO
Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Record é única emissora a crescer no Ibope

De setembro a outubro, apenas a Record, entre os canais abertos, cresceu em audiência, segundo dados da Kantar Ibope Media: foi de 7,6 para 7,8 pontos, na faixa das 7h à 0h. Nesses mesmos parâmetros, a Globo caiu de 13,7 para 13,6 pontos; o SBT se manteve nos 6,4 pontos, a Band caiu de 2,6 para 2,4 pontos e a RedeTV! não saiu de 0,9 ponto. Nos dois meses, o total de TVs ligadas ficou em 46% e o ibope dos canais pagos, em 9,2 pontos. A TV de Edir Macedo também superou o SBT em outubro todo, não só na faixa das 7h à 0h (7,8 X 6,4 pontos), mas também nas 24 horas do dia (6,1 X 5,4 pontos). Os dados são da Grande São Paulo, onde cada ponto equivale a 67 mil domicílios. 

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

03 de novembro de 2015 | 03h00

Todos os acoredes. Mr. Brau na TV, Lázaro Ramos teve aulas de violino e frequentou ensaios da Orquestra Sinfônica Heliópolis para viver o músico Laerte no filme Tudo que Aprendemos Juntos, de Sérgio Machado. Estreia dia 3/12 em todo o País e terá sua última sessão na Mostra de SP hoje.

De dimensões bem maiores que sua 1.ª edição, no ano passado, o 2.º Telas, Festival de Televisão que habitará São Paulo de 9 a 15 de novembro, terá entre suas atrações uma exposição de figurinos e objetos de cena de séries novas, como O Grande Gonzalez, título do Porta dos Fundos que estreou ontem, na Fox.
Youtubers, celebridades construídas pelo maior portal de vídeos da web, terão direito a uma agenda de apresentações só sua no Telas. Entre os palestrantes, está Pedro Afonso, do canal RezendeEvil, que já bateu 1 bilhão de visualizações.
A partir dos gráficos do jogo Minecraft, Pedro Afonso constrói enredos que vão desde uma versão da série The Walking Dead a uma interpretação da Arca de Noé. 
‘A vida é uma festa’, livro sobre a trajetória e as histórias de Amaury Jr., do jornalista Bruno Méier, sai dia 13, pela editora HarperCollins. Entre fotos e relatos, lá está o seguinte episódio:
“São José do Rio Preto, início dos anos 1980. Amaury fazia ronda todas as noites pelas festas em busca de notas para sua coluna social no Diário Popular. Uma noite, quem dava a festa era Suely Leiva, mulher de Leivinha, famoso jogador palmeirense. Entre os convidados, estava Pelé. O jogador puxou Amaury num canto e disse:
– Tenho aqui fotos de uma menina que vai explodir de sucesso. Dá uma força a ela!
A loirinha era uma adolescente. Seu nome: Xuxa Meneghel.”
Estão no ar desde o fim de semana, no canal Viva, as primeiras chamadas da Escolinha do Professor Raimundo na versão de Bruno Mazzeo no papel que foi do pai, Chico Anysio. A julgar pelo breve anúncio, as reproduções de personagens na tela são impressionantes, a começar pelo próprio mestre.
Marcos Caruso como Seu Peru e Rodrigo Sant’Anna como Seu Batista estão perfeitos. Estreia dia 23 no Viva e chega à Globo no dia 6 de dezembro.
“Eu adoro dirigir. O filmar é que eu acho chatíssimo porque muitas vezes não dá para realizar tudo o que eu tinha planejado. Então, tenho que abrir mão de tudo o que sonhei. Por isso, o set é o momento para mim de mais angústia do que de prazer”
Guel Arraes EM ENTREVISTA A BIANCA RAMONEDA PARA O ‘OFÍCIO EM CENA’: NO AR HOJE, ÀS 23H30, NA GLOBONEWS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.