Reality 'Albergue Carioca' aborda dia a dia de hostel no Rio

TLC começa a exibir programa nesta sexta-feira, às 22h20

João Fernando, O Estado de S. Paulo

03 de julho de 2014 | 19h45

Ao fazer uma reserva em um hostel no boêmio bairro da Lapa, no Rio, centenas de estrangeiros não imaginavam que, além de samba e caipirinha, teriam a experiência de participar de um programa de televisão. Foi essa a surpresa dos jovens turistas que fazem parte de Albergue Carioca, reality nacional que o canal TLC começa a exibir nesta sexta-feira, às 22h20.

"A gente explicava, pois tinha de ter autorização de imagem. A aceitação foi alta. No grupo de 500, só dois foram embora", revela Felipe, o Capitão. Protagonista da atração e dono do albergue Books, cuja capacidade é de aproximadamente 60 hóspedes. Segundo ele, todos eram informados de cara. "As mulheres ficavam com medo de aparecer sem maquiagem."

Produzido pela Cara de Cão, o programa foge do roteiro luxuoso mostrado em outras atrações da emissora, que tem Anthony Bourdain entre as estrelas. “Foi uma pesquisa que o canal fez. Queríamos mostrar o lado B da hospedagem e do estilo de vida. Vimos vários albergues, de acordo com os frequentadores e a localização. O Books era o número um da lista”, explica Maria Carolina Telles, supervisora de desenvolvimento e produção do TLC.

Uma das características do local mostrado no reality é que os hóspedes são responsáveis por tarefas como lavar a louça, o que deixa Mariazinha e Adriana, responsáveis pela limpeza, enlouquecidas. "Wash (lave), você", diz a primeira, que mistura inglês e português ao dar instruções para os estrangeiros. A dupla protagoniza as cenas cômicas. Além de dar broncas em quem atrapalha o serviço, as duas xingam, de maneira irônica, os turistas, que não entendem o idioma.

Quem se incomoda com a desordem é Felipe, alvo de comentários dos companheiros de trabalho por causa da obsessão em deixar tudo no lugar correto. "Acho que tenho algum problema simétrico. Ao mesmo tempo que é estressante conviver comigo, tem um lado positivo, que é manter a casa arrumada, pois é um lugar de convívio comum. Continuo tendo as mesmas manias. Quem trabalha comigo aprende a lidar com elas."

Em determinadas sequências, é possível perceber o estranhamento dos funcionários em relação à presença de uma equipe de TV. "Quando você faz um reality, faz um tratamento criativo da realidade. A gente segue por caminhos que os personagens entregam para a gente. No momento em que você coloca uma câmera numa situação corriqueira, tudo fica estranho. A gente nunca põe texto na boca deles, não é ficção. As coisas parecem forçadas porque você acaba induzido situações pela rotina deles", defende Maria Carolina.

Um dos momentos em que a realidade pesou foi quando Guilherme, sócio de Felipe, decidiu abandonar o negócio. "A gente tem uma amizade longa. Isso foi difícil de mostrar na TV de uma forma que não fosse tão difícil para mim. A gente teve de esperar mais para certos depoimentos, pois era um momento delicado", relembra o dono. "Ele saiu em busca de um grande amor e não pudemos impedir", reforça Maria Carolina.

Entre as cenas curiosas de Albergue Carioca estão as que mostram a relação da equipe do hostel com os hóspedes. No primeiro episódio, o dono de um bar próximo liga para informar que um dos estrangeiros bebeu além da conta e está perdido. Então, Felipe sai em busca do jovem. Em outro momento, quando duas meninas chegam sem reserva, Guilherme as leva para passear enquanto o sócio tenta solucionar o overbooking.

Apesar da exposição em rede nacional, Felipe não tem planos ambiciosos para o Books. "A gente não costuma receber brasileiros. Mas espero que procurem a gente", conta. Por enquanto, o programa não será exibido nos outros países em que o TLC é transmitido. “Primeiro, vamos ver como vai funcionar aqui", avisa Maria Carolina.

Tudo o que sabemos sobre:
Albergue Cariocarealitytelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.