Divulgação
Divulgação

Rafinha Bastos é condenado no processo movido por Wanessa Camargo

Humorista terá de pagar 10 salários mínimos para cada um dos autores da ação

estadão.com.br,

18 de janeiro de 2012 | 16h50

SÃO PAULO - Rafinha Bastos foi condenado pelo juiz Luiz Beethoven Giffoni Ferreira, da 18ª Vara Cível de São Paulo, no processo movido pela cantora Wanessa Camargo. O humorista terá de pagar 10 salários mínimos a título de indenização para cada um dos autores da ação: Wanessa, Marcus Buaiz, seu marido, e o filho do casal, José Marcus, nascido no último dia 5 de janeiro. Ainda cabe recurso, apesar da decisão ter sido publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, 18.

A polêmica envolvendo Wanessa Camargo e Rafinha Bastos começou em setembro, durante o programa CQC, da Band, quando Marcelo Tas mencionou que a cantora Wanessa Camargo estava uma gracinha grávida, Bastos replicou: "Eu comeria ela e o bebê.

A declaração gerou muita repercussão. A frase causou indignação em muitas pessoas, entre elas Marcos Buaiz, marido da cantora, e Ronaldo, amigo e sócio dele na empresa "9ine". Rafinha acabou sendo suspenso do humorístico e desde então não retornou mais à emissora.

Duas semanas após o afastamento, Rafinha pediu demissão da Band. Por meio de um comunicado, a emissora informou "que estava analisando o assunto internamente".

Piada. Após a decisão da Justiça, Rafinha Bastos não demorou para fazer brincadeiras pelo Twitter. "Status: ocupado. Juntando moedas", escreveu Rafinha após a divulgação da sentença. O assunto era um dos mais comentados na rede social na tarde desta quarta-feira, 18. O termo #WanessaSubornista chegou aos Trending Topics.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.