Quem são os heróis e os vilões?

Criador de 'Heroes' fala sobre o 4.º ano, que terá Robert Knepper, o T-Bag de 'Prison Break'

Etienne Jacintho, O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2009 | 16h00

.

Heroes deu o que falar em sua 1ª temporada. A premissa "salve a cheerleader, salve o mundo" ecoou entre fãs de série, mas a 2ª temporada, atingida pela greve dos roteiristas, esfriou os ânimos. Personagens novos tentaram recuperar a força da atração, em sua 3ª temporada, que sairá em DVD no dia 9 de setembro (R$ 129,90). Heroes mudou um pouco o rumo, tentou retomar o fôlego e voltará, para a 4ª temporada, com um 5º volume diferente. Além de Nathan (Adrian Pasdar) e Sylar (Zachary Quinto) no mesmo papel, a série trará o ator Robert Knepper, o T-Bag de Prison Break, na pele de um mutante. Quem fala sobre a série é o criador Tim Kring, que conversou com o Estado por telefone.

 

MUTANTES - Fim da 3.ª temporada de 'Heroes', lançado em DVD, tras prévia do 5.º volume, 'Redenção'

 

O que vem por aí no 5.º volume de 'Heroes'?

Redemption mostra os personagens tentando se encaixar no mundo sem que ninguém saiba de seus poderes, mas todos estão tendo problemas em lidar com isso. O que aconteceria se eles decidissem se revelar? Trabalhamos metáforas de discriminação.

 

Você sabe quem são os heróis e os vilões em sua história?

A ideia é mostrar que todo mundo pode ser herói ou vilão. Há liberdade de escolha. Se você é bom, vai usar o poder para o bem. Se você é mau, usará para o mal.

 

Nestes extremos estão Hiro (Masi Oka) e Sylar, mas há personagens que caminham no meio-fio, como Nathan...

Nathan é mesmo um exemplo. Sempre esperamos que ele escolha fazer o bem, mas ele age de acordo com seus interesses.

 

No fim da 3.ª temporada, Nathan morre e Matt (Greg Grunberg) faz com que ele volte à vida no corpo transmorfo de Sylar. Como a história vai evoluir? Sylar continua na série?

O que posso adiantar é que Zach Quinto vai voltar. E Adrian Pasdar também. Isso nunca foi feito em nenhuma série: dois atores vivendo, basicamente, o mesmo personagem. Ambos são Sylar. E vou te dar uma dica: se você pensar em dr. Jekyll e sr. Hyde (O Médico e o Monstro), não estará longe do que vai acontecer.

 

Por que você decidiu separar as temporadas em volumes?

Essa era a ideia original. Contar a história em pequenos volumes ajuda novos espectadores a entrar na história e ajuda a gente (os roteiristas) a não carregar tantos personagens de uma só vez.

 

No início das temporadas, você sempre introduz novos personagens, que sempre morrem no final. Isso depende da aceitação do público ou é recurso para não matar personagens principais?

Alguns personagens surgem para durar só uma temporada e outros, a gente decide não trazer de volta. A premissa da série sempre foi mostrar que há muita gente, no mundo todo, com poderes. E ter os mesmos personagens, o tempo inteiro, é estranho. O problema é que o público se apaixonou por eles e quer vê-los sempre... É difícil matar o núcleo principal.

 

Como manter a série nova? Dizem que Heroes conta a mesma história: todos contra Sylar para salvar o mundo e a cheerleader.

Esse é um dos desafios. Mas Fugitives (o volume 4) não foi sobre salvar o mundo e, sim, sobre salvar a própria pele. Mas essa é a natureza da TV. Você vê 24 Horas e sempre é sobre Jack Bauer salvar o mundo. TV não é cinema.

 

Você pensou a história de Heroes para um número certo de temporadas?

Não tive esse luxo de saber quanto tempo vou ficar no ar. A cada temporada temos de esperar e ver o que acontecerá.

 

Você não tem medo de ter de correr com a história para chegar a um fim, assim como aconteceu com 'Crossing Jordan'?

Ah, sim. Tentamos fazer cada volume ter começo, meio e fim para que cada um deles possa ser o fim de série.

 

Na 3.ª temporada, o episódio Villains mostra os personagens momentos antes do piloto da série. Foi algo pensado desde o começo?

Algumas foram histórias pensadas desde o começo e faziam parte do background dos personagens. Outras foram informações pensadas ao longo da série. Não dá para planejar tudo. Há personagens decifrados com o passar do tempo. Estou tentando me lembrar o que acontece naquele episódio...

 

Claire (Hayden Panettiere) é vista pela mãe ao salvar uma pessoa do incêndio...

Ah, sim. Apresentamos a mãe de Claire. Muitas dessas histórias já existiam, mas não sabíamos como contar. Numa série como Heroes precisamos voltar no tempo. Com esse recurso, temos a oportunidade de complementar informações. Mas dizer que isso tudo foi pensado três anos atrás seria mentira.

 

Quem serão os novos personagens da 4.ª temporada? Que poderes eles têm?

Vamos mostrar um outro grupo de pessoas com superpoderes que se camuflam em um circo itinerante. E o líder carismático do grupo é interpretado por Robert Knepper (Prison Break), que pode mover a terra, e há o personagem de Ray Park (X-Men), que tem supervelocidade.

Tudo o que sabemos sobre:
TV & LazersérieHeroesUniversal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.