Quem está mentindo?

Ninguém: é com base em horários distintos que Record e SBT se[br]anunciam vice no Ibope

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2007 | 22h22

Quinta-feira passada, ao apresentar a inauguração do novo canal da casa, a Record News, o mestre-de-cerimônias da ocasião, Celso Freitas, referiu-se à Record como "a segunda emissora mais vista no País".Depende. Das 7h às 24h, de segunda a segunda, a Record pode dizer que tomou a vice-liderança do SBT por dois décimos no Painel Nacional de Televisão (PNT) do Ibope no mês de agosto. Já das 6h às 6h, também de segunda a segunda, o SBT ainda canta vitória como vice-líder no Brasil.Tecnicamente, os dados divulgados por uma e outra representam empate técnico. A Record rufou tambores porque já bate o SBT em São Paulo, praça que lidera os investimentos publicitários no País, há meses. E a TV de Silvio Santos, em reação à Record, sempre se apega ao fato de ainda ocupar a vice-liderança em território nacional.Procurado pelo Estado, o Ibope esclareceu que nem Record nem SBT estão mentindo ao se proclamarem vice-líderes nacionais. A diferença nos números divulgados por cada uma está justamente na referência de horários distintos.Nas sete horas descartadas pelas contas da Record, e que favorecem o SBT, a TV de Silvio Santos exibe filmes e bons seriados - como Carnivale e A Sete Palmos, produções da HBO - além do Jornal do SBT Manhã, às 6h05, comandado por Hermano Henning e Analice Nicolau (ex-Jornal das pernas, lembra?) que às vezes até é líder no ibope em São Paulo.Enquanto isso, a Record dedica a faixa da 1h às 6h justamente aos cultos da Igreja Universal do Reino de Deus. É a Programação IURD, confinada às madrugadas para livrar a rede do vínculo com a Igreja de Edir Macedo.FINAL DE NOVELAMarqueteiros da oposição ao crescimento da Record atribuem o bom resultado de agosto ao fim da novela Vidas Opostas, dona da melhor audiência desfilada por um folhetim da emissora. Mas, antes que o balanço nacional de setembro seja fechado, a Globo, citada pela Record num anúncio publicitário, resolveu reagir. É que a Record, anunciando-se vice nacional, tomou alguns programas da Globo como referência para proclamar que a emissora carioca perdeu 11,8% de audiência de agosto de 2006 a agosto de 2007, enquanto ela, Record, ganhou 50,2% nesse mesmo período.Ao reagir, a Globo debochou da disputa entre SBT e Record pelo segundo lugar para lembrar que a soma de dados dessas duas não alcança seus índices de liderança. A briga é boa. E promete novas emoções pelos próximos capítulos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.