Patrick Semansky/AP
Patrick Semansky/AP

Promotores querem chamar outros 19 acusadores no julgamento de Bill Cosby

O ator e comediante de 80 anos é acusado de agressões sexuais cometidas ao longo de cinco décadas

AP

18 Janeiro 2018 | 17h35

FILADÉLFIA – Os promotores que se preparam para o julgamento do ator e comediante Bill Cosby em acusações de agressão sexual querem chamar outros 19 acusadores para tentar mostrar um padrão de “atos nocivos anteriores” ao longo de cinco décadas.

O primeiro julgamento do comediante, em junho, terminou com o júri suspenso. Nesse processo, os promotores pediram que chamassem outros 13 acusadores, mas o juiz permitiu apenas um para testemunhar.

Um advogado de Cosby disse que não podia fazer comentários sobre o caso na apresentação da quinta-feira.

+++ Woody Allen desmente novamente as acusações de sua filha adotiva

O comediante de 80 anos é acusado de drogar e estuprar a ex-diretora do departamento de basquete da Universidade Temple, Andrea Constand, em 2004. Cosby disse que o encontro sexual era consensual.

A lei da Pensilvânia permite testemunhos sobre “atos negativos anteriores” se eles se encaixam em um padrão de crime quase idêntico. Os promotores afirmam que esse é o caso da estrela da TV, que já foi apelidado de “pai dos Estados Unidos”. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.