Produtora estrangeira quer Tropa de Elite como minissérie

Proposta deixou o diretor mais empolgado que os projetos das emissoras nacionais

30 Outubro 2007 | 23h50

Enquanto Globo, Record, Rede TV! e SBT se digladiam para saber quem fará o seriado do filme Tropa de Elite, o diretor do longa, José Padilha, está de olhos brilhando por uma proposta de terras distantes. "Uma produtora estrangeira se ofereceu para fazer comigo a minissérie, que só depois de pronta seria vendida à TV aberta", conta o diretor.   O interesse de Padilha pela parceria com os gringos está na possibilidade de fazer a série do jeito que quiser. "Algumas emissoras propuseram total liberdade de criação e direção. Em outras, porém, teria uma liberdade ‘vigiada’", diz ele.   Sem prazo para definir quem vai arrematar nesse leilão, Padilha dá pistas de qual é sua idéia para o novo programa. Uma delas é a de dividir a direção com outros nomes do cinema e da publicidade, pois ele acha que tocar sozinho uma minissérie é muito cansativo.   Outra certeza é a de que a série não será uma adaptação do longa. "Não quero picar o filme em pedaços. Será uma história totalmente nova." Independentemente de quem vai levar a melhor nas negociações, Padilha quer começar a gravar a série em junho de 2008.

Mais conteúdo sobre:
Tropa de Elite José Padilha

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.