Prazer, Shiva Lênin

Coadjuvante que tomou a cena em 'A Favorita', Miguel Rômulo é nome certo na próxima novela

Julia Contier, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2008 | 00h41

Ele não tem uma família bem estruturada. Tem dois pais (um deles acredita em extraterrestres), além da mãe que o abandonou. Mas isso não o transformou em um garoto problemático. Muito pelo contrário. Ele é fofo, chora com facilidade, tem bom coração e está disposto a montar uma família direitinha, com a namorada (que está grávida de outro). Isso tudo, tendo apenas 15 anos. Esse é Shiva Lênin, personagem da novela A Favorita que está dando o que falar, na interpretação de Miguel Rômulo. Típico carioca e já escalado para Caminho das Índias, próxima novela das 9 da Globo, ele é uma das apostas para futura vaga de galã na emissora. Ao Estado, o ator contou o que sobra dele no despretensioso Shiva.Essa é a segunda vez que o seu personagem tem responsabilidade sobre o pai (a primeira foi em Pé na Jaca). Você é assim responsável, preocupado?Meu personagem é muito igual a mim em termos de família, ele toma muito conta da família. Mas não tenho problemas familiares. Minha família é bem unida, quando algo acontece, todo mundo se liga, participa dos momentos bons e ruins. Quem você acha que deveria ser o seu pai biológico na trama, o Augusto (José Mayer) ou Elias (Leonardo Medeiros)?Preferia que fosse o Augusto, mas o pessoal está dizendo que ele é o menos provável. Mas o Shiva sempre vai considerar o Augusto, porque foi o cara que assumiu a paternidade.Qual foi a reação das pessoas na rua quando, na trama, o Shiva decidiu assumir a paternidade do filho da Mariana (Clarice Falcão), grávida de outro?O pessoal gostou bastante. É difícil quem faça isso, tem pais verdadeiros que nem querem assumir a criança. Foi uma atitude bonita, acho que por isso o Shiva caiu nas graças da galera. Você teria essa atitude?Na verdade, nunca parei pra pensar sobre isso. Acho que não teria a coragem do Shiva.O que mais você e o Shiva têm em comum?Acho que ele tem um coração muito bom, sem ser bobo. Assim como eu, ele consegue ver as pessoas boas e as ruins e ser bom com quem merece. Também chora com facilidade? Na verdade, sim. Sou meio chorão, muito emotivo. Me emociono com uma notícia boa ou ruim, mas tudo relacionado à família, aos amigos. Você se considera um galã?Não. Acho que ainda sou muito novo pra ser enquadrado como galã. Tenho 16 anos, ainda não sei essa coisa de corpo e mudança... não sei muito bem o que vai acontecer. Algumas pessoas dizem: "Você vai ser o próximo galã", mas não levo muito a sério. E agora você tem feito mais sucesso com as meninas?Digamos que sim, pelo fato de eu estar mais velho.

Tudo o que sabemos sobre:
'A Favorita'Miguel Rômulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.